Cursos de gestantes – Vale a pena fazer? Ajuda mesmo?

Os cursos para casais que esperam ansiosos pela chegada de seus primeiros bebês existem. E não são poucos os futuros pais e mães dispostos a passar horas ouvindo palestras e dicas sobre os mais variados assuntos que envolvem o rico e complexo mundo pós-parto e de cuidados com o recém-nascido. Mas, será que vale a pena fazer o curso? Ele é realmente útil? Se você está considerando a ideia, veja as respostas para estas perguntas e também outras informações igualmente úteis.

Como funciona o curso?

Os cursos para gestantes geralmente envolvem também o pai do bebê – pelo menos em algumas aulas. Eles trazem palestras, depoimentos, esclarecimentos e informações variadas. Também existe a parte prática, com dicas para a hora do banho, da amamentação, da troca de fraldas etc. Eles são populares em pais de primeira viagem, que esperam o primeiro filho.

Leia ainda: Como cuidar de gripes e resfriados na gestação

Quais os pontos mais relevantes?

Segundo algumas mulheres que participaram do curso, os pontos que mais fizeram a diferença foram:

  • Pais mais presentes: apesar de a mulher carregar o bebê durante os nove meses, o pai deve se fazer presente no parto e também nas primeiras horas do bebê, administrando tudo que for preciso para que a nova mamãe possa descansar e ficar tranquila;

  • Amamentação: a amamentação e o cuidado com o corpo são motivo de dúvida para as mulheres.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Vale a pena ou não?

Algumas mulheres preferem adquirir dicas sobre a gestação e o nascimento do bebê com alguém da família que já tenha passado por esta experiência. A ideia é igualmente válida. Porém, algumas mulheres passam por situações diferentes no pós-parto, bem como algumas vezes os bebês exigem cuidados diferenciados. Se você deseja estar preparada e sente vontade de fazer o curso, vá em frente!