Curiosidades sobre os bebês

Existem muitas características e ações dos bebê que deixam os pais intrigados. E nada disso acontece por acaso, tudo tem uma razão de ser. Veja a seguir algumas curiosas e esclarecedoras questões sobre os pequenos:

Por que os bebês choram tão alto ao nascer?

O choro dos bebês é realmente bem alto, podendo atingir até 110 decibéis. Para saber o quanto isso significa, a buzina de carro tem a mesma intensidade, e um aspirador de pó apenas 60 decibéis. O choro dos bebês é alto por medo e dor. Quando vêm ao mundo, precisam superar o medo de estímulos como a luz e o frio. Além disso, a respiração dos recém-nascidos passa de líquida para pulmonar, o que também causa estranhamento.

Leia ainda: Como ter seios bonitos após a amamentação

Foto: 4.bp.blogspot.

Foto: 4.bp.blogspot.

Por que todos os bebês são tão fofos?

Esta é uma característica não só dos bebês, mas de todos os mamíferos. Os bebês, assim como os filhotes, possuem feições arredondadas e maior distribuição de gordura corpora. Com tudo isso, fica fácil reconhecer os filhotes e saber que são inofensivos.

Como é a visão dos bebês quando eles nascem?

Quando nascem, os bebês enxergam apenas branco, preto e variações de cinza. No início, eles enxergam apenas borrões. Isso porque ainda não possuem memória na retina. Aos poucos, com o passar do tempo, isso vai sendo resolvido. Ao completar um mês de vida, o pequeno já consegue distinguir o rosto de seus pais e acompanhar objetos e pessoas em movimento.

Por que a síndrome da morte súbita acontece?

A síndrome da morte súbita é a principal causa de morte de bebês menores de um ano. Nela, os bebês param repentinamente de respirar, geralmente quando estão no berço. Os médicos ainda não conseguiram descobrir as causas deste problema, mas sabem como pode ocorrer a prevenção. É importante colocar o bebê para dormir com as costas apoiadas no colchão, que deve ser firme. Os lençóis e protetores de berço precisam estar sempre bem colocados e pregados.

Avalie esta matéria!

  • Adicione um comentário

    *