Cuidados da depilação durante a gestação

A depilação, processo muitas vezes dolorido, é alvo de constantes dúvidas das mulheres. Durante a gestação a mulher deve continuar a cuidar de sua aparência, o que faz muito bem para manter a auto-estima diante de tantas mudanças no corpo e também no humor. No entanto, as grávidas devem tomar cuidados redobrados com este procedimento, para evitar problemas. Veja a seguir algumas recomendações:

Leia ainda: Teste de paternidade durante a gestação

Pele sensível

De acordo com dermatologistas, na gravidez a pele da mulher fica mais sensível, e mais propensa a desenvolver manchas. Isso ocorre porque neste período são liberados muitos hormônios, e alguns acabam por aumentar a produção de melanina. Tome cuidado inclusive com a pele do rosto.

A região pubiana também fica mais sensível com o avançar dos meses – os ossos próximos à virilha sofrem dilatação. Por estes motivos, a depilação na região pode ficar cada vez mais dolorida.

Pelos encravados

Para evitar sofrimento desnecessário, faça uma esfoliação caseira antes da depilação, ela promove a soltura de pelos encravados. Utilize a mistura de açúcar e mel. Os pelos encravados devem receber atenção para que não inflamem ou infeccionem.

Depilação intima

A depilação íntima não é indicada para os últimos meses de gestação, mesmo para quem optou pelo parto normal. As dores causadas podem ser prejudiciais.

Depilação a laser

Os médicos ainda não possuem informações seguras quanto a problemas que a depilação a laser pode causar aos bebês, portanto recomendam que este método seja evitado e retomado somente após o parto.

Higiene e temperatura

A higiene na depilação vale para todas, mas para as gestantes é fundamental. A cera jamais deve ser reaproveitada, e a temperatura deve ser testada antes para evitar queimaduras. Os especialistas recomendam que as mulheres continuem se depilando com as ceras e métodos com o quais já estavam acostumadas antes da gestação.


  • Add Your Comment