Como identificar alergia alimentar no bebê

Após o nascimento do filho, principalmente no primeiro, a mãe começa a ter diversas preocupações. Dentre elas, se seu leite está sustentando, se está com frio, se está confortável, etc. Mas há uma questão que traz preocupações e vamos levantar: alergia alimentar infantil. Mesmo ainda bebê é possível identificar reações comuns à alergia e é de extrema importância acompanhar e tratar.

Até 06 meses de idade é essencial amamentar somente com leite materno e não deve ser substituído por nenhum outro alimento, salvo os casos de recomendação pediátrica. Portanto, a alimentação da mãe deve ser monitorada se seu bebê apresentar algum dos seguintes sintomas:

  • Manchas avermelhadas, inchadas e espalhadas pelo corpo;
  • Vômitos;
  • Gases;
  • Diarreia;
  • Presença de sangue ou muco nas fezes;
  • Congestão nasal;
  • Nariz escorrendo.

Leia também: Alergia a fralda descartável: o que fazer? 

Na maioria dos casos constatados, segundo a publicação americana CurrentOpinion in Pediatrics, os principais alimentos alergênicos durante a infância são o leite de vaca, ovo, morango, amora, pêssego, kiwi, mel e oglúten (presente no centeio, trigo e cevada).

No período de alimentação exclusiva por amamentação não recomenda-se o consumo de nozes e amendoins para evitar que a criança desenvolva alergia a estes alimentos. E se, o caso for genético, o pediatra pode recomendar a retirada do ovo, peixe e frutos do mar.

Bebê com intolerância a lactose (foto: Divulgação)

Bebê com intolerância a lactose (foto: Divulgação)

Caso de alergia a leite de vaca

Meu primeiro filho teve logo que nasceu alergia ao leite de vaca, então foram todas outras medidas para obter o cálcio que ele necessitava para seu bom desenvolvimento. Aumentei a ingestão de brócolis, soja, aveia, sardinhas, amêndoas, couve, feijão branco, espinafre, feijão carioca, manjericão, rúcula, salsa, laranja, etc. Ufa! Muita coisa, né?

Mas hoje, ele está maior e consome leite de vaca normalmente, tanto nas receitas quanto puro com achocolatado. É uma criança normal e sem restrições. Somente cuido para que tenha hábitos saudáveis e boa alimentação.

Dica para descobrir qual tipo de alergia o bebê possui

É claro que nada substitui o diagnóstico do médico, mas vai aqui uma dica para verificar se o sintoma representa uma reação a algum alimento. Retire um dos alimentos considerados alergênicos da alimentação e observe se os sintomas continuam. Faça por pelo menos uma semana, considerando que cada dia você retirou um alimento e observou as fezes e a urina e caso tenha passado comunique o pediatra para que ele peça um teste de alergia.

O fato dele ser alérgico na infância não significa que será na idade adulta. Aos poucos quando você inserir novos alimentos a ele, os considerados agravantes poderão ser inseridos aos poucos. Como mãe eu confesso que nosso maior desejo é fazer com eles tenham uma alimentação rica em todos os nutrientes, mas vá com calma. Um pouco de diversão e folga na alimentação de vez em quando não o farão mal.

Por: Bruna Almeida


  • Add Your Comment

    *