Banco de leite – Como funciona? Onde encontrar?

Você já deve saber que o leite materno é fundamental para o correto desenvolvimento do bebê, protegendo-o de doenças. É o único alimento que o bebê deve consumir nos primeiros seis meses de vida.

Entretanto, essa não é a realidade de muitas mães, principalmente as de bebês que nascem prematuros. Mas enquanto algumas sofrem por não poder amamentar, outras produzem o alimento em excesso. E são nessas duas delicadas situações que entra o Banco de Leite.

Disponíveis em todo o Brasil – país que segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) possui a maior rede do mundo -, os bancos de leite são responsáveis pelo recebimento, pasteurização e distribuição para bebês internados em UTIs Neonatais.

Isso significa que são esses locais os responsáveis pela coleta de leite materno, inclusive com o fornecimento do material necessário, em mães que produzem em quantidades elevadas, acima do que o bebê precisa.

Leia mais: Dicas para evitar que o leite empedre

Os bancos de leite são fontes confiáveis de informações sobre a melhor maneira de fazer a ordenha e o armazenamento do leite. Além disso, eles podem ajudar todas as mães no esclarecimento de dúvidas sobre amamentação, até mesmo se você não tem intenção ou condições de realizar doações.

Para doar leite materno, a mãe precisa estar saudável, com excesso de leite e não pode utilizar medicamentos que possam prejudicar a qualidade do alimento. Antes do início da doação um representante do banco de leite solicita que você responda a um questionário e faça um exame de sangue, para garantir que o leite que será produzido e entregue é de qualidade.

Foto: Hamptonroads

Foto: Hamptonroads

No Brasil, todo o procedimento dos bancos de leite é padronizado e validado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e supervisionado pelas Vigilâncias Sanitárias de estados e municípios e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Se você está produzindo leite materno acima do que o seu próprio bebê consome, procure um banco de leite. Além de ajudar outros bebês que não têm a sorte que o seu filho tem, é um grande incômodo não conseguir esvaziar o seio, o que pode provocar mastite (o famoso peito empedrado) e outras complicações.

O portal da Fiocruz na Internet possui a relação completa de bancos de leite disponíveis no Brasil, separados por estados e com telefones e e-mails para contato. Para acessar a rede completa, acesse www.redeblh.fiocruz.br

Para mais informações sobre os bancos de leite, você pode encontrar importantes informações em www.brasil.gov.br/saude/2009/11/banco-de-leite (Site do Governo Federal).