Bebês gêmeos: idênticos, fraternos, univitelinos, bivitelinos, cuidados e mais

Dar à luz a gêmeos é a oportunidade de desfrutar em dobro de uma das maiores emoções que uma mãe pode ter na vida


mae de gemeas meninas

No momento da ultrassonografia, algumas vezes pode acontecer de os pais serem surpreendidos por uma gravidez de bebês gêmeos. Apesar da surpresa e emoção do momento, é comum surgirem várias dúvidas sobre como ocorre o desenvolvimento de gêmeos no útero da mãe.

Enquanto cerca de 70% das gestações de gêmeos sejam do tipo fraternos (quando os bebês apresentam características diferentes), apenas 30% são de gêmeos idênticos. Dependendo do tipo de gestação, eles podem ou não compartilhar a mesma placenta e cordão umbilical.

Veja a seguir fatos importantes sobre bebês gêmeos, como se formam, quantas semanas demora para o parto e quantos quilos apresentam ao nascer, entre muitas outras informações.

Gêmeos Idênticos

Existem dois tipos de gêmeos, os chamados idênticos e os não-idênticos. A identificação do tipo de gêmeos geralmente é realizada por meio do ultrassom, mas também pode ser feita por meio de um exame de DNA.

No caso dos gêmeos idênticos, eles possuem o mesmo DNA, enquanto que os não idênticos (também chamados de fraternos), apresentam um DNA diferente.

Os casos de bebês gêmeos idênticos são menos comuns. Em algumas situações pode acontecer de, no início da gravidez, o desenvolvimento de um dos bebês parar e ele ser absorvido pelo corpo da mãe, o que é chamado de síndrome do gêmeo desaparecido.

Em geral, os bebês idênticos compartilham a mesma placenta, mas há casos onde cada um dos bebês desenvolve a sua própria placenta (apenas cerca de 10% a 15% têm as placentas separadas).

identicos

Gêmeos Fraternos

Os bebês fraternos (ou não-idênticos) são mais comuns em relação aos gêmeos idênticos. Eles são semelhantes geneticamente, mas podem ser totalmente diferentes na aparência, como os filhos que são gerados pelos mesmos pais em gestações diferentes. Além disso, eles podem ter o sexo diferente.

Em uma gestação de gêmeos fraternos, o desenvolvimento de cada bebê acontece de forma separada, cada um com a sua própria placenta, cordão umbilical e saco amniótico, ou partilham a mesma placenta.

Porém, em ambos os casos, o transporte de nutrientes e oxigênio para os bebês será mantido de forma eficiente durante toda a gestação. Quando a gestação se desenvolve em duas placentas, cada uma delas para um bebê, a gravidez tem menos chances de trazer algum tipo de complicação.

Univitelinos

Os bebês gêmeos univitelinos são aqueles conhecidos popularmente como gêmeos idênticos. Por compartilharem o mesmo DNA, eles apresentam as mesmas características físicas, sendo por isso difícil de ser diferenciados.

Além da aparência, eles também compartilham o mesmo grupo sanguíneo e o mesmo sexo. Estudos ainda evidenciaram que os univitelinos também compartilham diversas características emocionais, mesmo quando acontece de eles terem sido separados após o nascimento.

Bivitelinos

Em relação aos gêmeos bivitelinos, que são conhecidos também como gêmeos fraternos, eles não apresentam uma aparência idêntica e podem ou não serem parecidos.

O desenvolvimento no útero ocorre como se duas gestações estivessem acontecendo ao mesmo tempo. Como acontece de os bebês compartilharem a metade das informações genéticas, pode ou não ocorrer de eles terem a mesma aparência física e o mesmo sexo.

Como os gêmeos são formados?

Os gêmeos idênticos são formados por um óvulo fertilizado por um espermatozoide, como ocorre na gestação que gera apenas um bebê. Por esse motivo, são chamados de monozigóticos.

Em um determinado momento da fase inicial da divisão celular, o óvulo dá origem a duas células completas, originando dois embriões com a mesma informação genética. Isso resulta no desenvolvimento de dois bebês idênticos.

Os casos de gêmeos fraternos (ou dizigóticos) são mais comuns e, em geral, eles são formados pela fecundação de dois óvulos por um espermatozoide cada. O que acontece é que, apesar de ser mais comum a produção de apenas um óvulo por mês pelos ovários, ocorre de dois ou mais óvulos amadurecerem durante o mesmo ciclo menstrual da mulher.

Mesmo sendo no mesmo ciclo menstrual, é possível que os bebês sejam concebidos em diferentes ocasiões, pois a mulher apresenta diversos dias férteis em cada período menstrual, o que é conhecido como super fecundação.

fecundação gemeos

As características dos bebês gêmeos variam dependendo da forma como aconteceu a fecundação. Se forem monozigóticos (ou seja, formados do mesmo óvulo fecundado), serão muito parecidos fisicamente. No caso de dizigóticos (o que significa que se formaram de dois óvulos) os bebês serão distintos entre si.

Além de fatores genéticos, uma gestação de gêmeos fraternos pode acontecer quando o casal recorre a tratamento in vitro para ter filhos. O motivo mais comum para isso é porque, para que as chances de engravidar sejam ampliadas, vários óvulos são implantados no útero. Dessa forma, geralmente os casais que fazem o uso dessa técnica acabam com filhos gêmeos, trigêmeos ou ainda quadrigêmeos.

Como os gêmeos ficam dentro na barriga da mãe?

No início da gestação, os bebês geralmente ficam na mesma posição, o que faz até parecer que isso foi combinado entre eles. Porém, como passar dos meses, eles vão começar a se movimentar e assumir posições diferentes, eventualmente ficando um com os pés virado na direção da cabeça do outro. Inclusive, em alguns momentos, acabam até mesmo chutando um ao outro.

A posição dos gêmeos pode variar bastante e os bebês podem estar em uma combinação de posições diferentes. Por volta de 40% dos casos, os bebês gêmeos ficam de cabeça para baixo quando o parto se aproxima, que é a melhor posição para um parto vaginal.

Porém, muitas vezes acontece de um deles estar com a cabeça para baixo e o outro em outra posição. Como é comum que eles se encontrem em diferentes posições, o mais recomendado para o parto de gêmeos é recorrer a uma cesariana.

Quanto é normal engordar em uma gravidez de gêmeos?

Em uma gestação de gêmeos, a mãe engorda em média entre 10 a 18 kg, ou seja, cerca de 3 a 6 kg acima do que acontece em uma gravidez onde há apenas um bebê se desenvolvendo em seu ventre.

Porém, mesmo com um ganho de peso um pouco maior, os gêmeos geralmente nascem com peso inferior ao de um parto onde só há um bebê.

gravidez de gemeos

Cuidados na gestação de gêmeos

A gravidez gemelar apresenta algumas características peculiares e, por esse motivo, é preciso que a mãe tenha cuidados redobrados. Para começar, o volume uterino e do sangue são maiores e as necessidades nutricionais da gestante também. Por esse motivo, é fundamental manter uma dieta balanceada e evitar esforços físicos.

As chances de a mãe ter diabetes, hipertensão e parto prematuro são maiores quando se trata de uma gravidez de gêmeos. Isso faz com que as visitas ao obstetra precisem ser realizadas com uma frequência maior, onde ocorre o monitoramento para se certificar de que tudo está bem.

Os ultrassons são feitos em uma quantidade de vez maior para que seja observado o crescimento dos bebês e a quantidade de líquido, entre outras observações que visam o bem-estar deles no ventre.

Quando existe apenas uma placenta, os exames de ultrassom são feitos cerca de uma vez ao mês e, quando há duas placentas, pode acontecer de o intervalo precisar ser menor.

Quem tem mais chances de engravidar de gêmeos?

As mulheres com maiores chances de ter uma gestação de gêmeos são aquelas que apresentam histórico familiar de gêmeos ou que fazem tratamento para engravidar, isso devido ao uso de medicamentos fertilizantes ou implantação de diversos óvulos.



Outros fatores que aumentam a probabilidade são:

  • Idade da mulher é acima de 30 nos
  • Mãe está acima do peso
  • Altura está acima da média
  • É mais comum mulheres afrodescendentes terem filhos gêmeos

Com quantas semanas os bebês gêmeos começam a mexer?

bebes gemeos lindos

O tempo em que a mãe será capaz de sentir os bebês se mexendo na barriga em uma gestação gemelar é o mesmo comparado à gestação de um bebê único. Isso quer dizer que os movimentos podem começar a ser sentidos entre a 18º semana até a 21º semana.

Como são dois bebês, é comum sentir mais movimentos do que na gestação de um bebê, já que são duas crianças se mexendo.

Gêmeos Recém-nascidos: dicas importantes

Cuidar de um recém-nascido não é uma tarefa fácil. Quando se trata de cuidar de dois bebês que chegam ao mundo ao mesmo tempo, a situação fica ainda mais complicada.

Por esse motivo, é importante que a mãe se prepare para a chegada dos filhos em dose dupla. Confira a seguir algumas dicas que vão ajudar após a chegada dos bebês:

Crie uma rotina

A primeira dica é criar uma rotina nos primeiros meses de vida dos bebês. No começo, pode ser um tanto difícil e cansativo, mais é algo normal. Porém, com o passar do tempo, os bebês tendem a desenvolver a mesma rotina, como se alimentar e cochilar no mesmo horário, trazendo mais alívio para os pais.

Amamentação

Na hora de dar de mamar, é possível que os bebês gêmeos sejam amamentados ao mesmo tempo. Para isso, o ideal é testar várias posições, até encontrar uma que seja confortável. Se preferir, pode-se fazer o uso de almofadas para auxiliar. Porém, caso a mãe não se adapte bem, o melhor é que a amamentação seja feita de forma alternada, com o leite materno e mamadeira.

Hora de dormir

gemeos de 1 ano

O recomendado é não acostumar adormecer os bebês no colo, pois além de não ser confortável para eles, acaba criando uma dependência que pode se tornar algo difícil de manter com duas crianças com o passar do tempo. O melhor é colocá-los no berço acordados e embalá-los, seja no mesmo berço ou em berços postos lado a lado.

Quantas fraldas gêmeos usam por dia?

Um recém-nascido precisa que as fraldas sejam trocadas sempre que estiverem sujas de xixi ou cocô. Por conta disso, ele vai usar cerca de 7 fraldas diárias, ou seja, no caso de bebês gêmeos, o número dobra para 14.

Ao final de mês, o total de fraldas usadas fica em uma média de 400 a 420, pois também vai depender da quantidade de xixi que os bebês fazem e o quanto a fralda usada é capaz de absorver esse xixi.

Conforme os bebês crescem, a quantidade de fraldas diminui. Elas devem estar de acordo com o peso das crianças, o que pode ser verificado nas embalagens.

Com quantas semanas os gêmeos nascem?

Enquanto os bebês se desenvolvem, o útero vai aumentando para se adaptar ao crescimento. Porém, há um limite de distensão, o que faz com que, quanto mais bebês estejam sendo gerados na gestação, mais precoce eles nasçam.

No caso de gêmeos, eles nascem por volta de 36 semanas, quando a gestação está entrando no nono mês. Em se tratando de trigêmeos, aproximadamente 34 semanas e quadrigêmeos 31 semnas. Por esse motivo, a ocorrência de complicações é mais comum em gestações múltiplas.

Quantos quilos os gêmeos nascem, em média?

A gravidez de gêmeos consome mais energia e exige mais do corpo da mãe e, em geral, os bebês nascem prematuros e com tamanho menor do que aqueles que se desenvolvem sozinhos.

Em média, em uma gestação gemelar, os bebês nascem com o peso que varia entre 2,4 e 2, 7. O peso fica um pouco abaixo dos 3 kg, o que é comum no parto de uma gestação onde há o desenvolvimento de apenas um bebê.

gemeas sorrindo

Como é o parto de gêmeos?

Apesar do que algumas pessoas acreditam, no parto de gêmeos nem sempre é necessário recorrer a uma cesariana. Isso vai depender principalmente da posição dos bebês.

Na maioria das vezes, as gestações de gêmeos ocorrem com a presença de duas placentas e também de duas bolsas amnióticas. Quando isso acontece, caso os bebês se encontrem devidamente posicionados, há a possibilidade de fazer um parto normal.

Se a gestação for com uma única bolsa, o mais indicado que seja feita uma cesariana, pois é mais seguro. Durante o pré-natal, é avaliado qual será o tipo de parto mais adequado para os bebês e para a gestante, que pode ficar tranquila em relação a isso.

Para finalizar, é bom lembrar que, apesar de ficar o fato de grávida de bebês gêmeos requerer cuidados e atenção redobrados, a recompensa também será em dobro.

Referências

maemequer.pt/estou-gravida/como-cresce-o-bebe/dentro-do-ventre/gemeos-fraternos-gemeos-identicos/

https://www.huggies.com.br/queremos-um-bebe/cuidados-durante-a-gravidez/gemeos-bivitelinos-e-univitelinos

cordvida.com.br/blog/entenda-como-funciona-o-desenvolvimento-fetal-de-gemeos/

mili.com.br/dicas/dicas-de-cuidados-com-gemeos-recem-nascidos/

https://www.tuasaude.com/engordar-na-gravidez/

https://www.infoescola.com/biologia/gemeos/

drauziovarella.uol.com.br/mulher-2/gemeos-entrevista/

biosom.com.br/blog/curiosidades/por-que-existem-gemeos-nao-identicos/

Bebês gêmeos: idênticos, fraternos, univitelinos, bivitelinos, cuidados e mais
Avalie esta matéria!

- Publicidade -

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*