Bebê sente o carinho feito na barriga da mãe

Muitas pessoas acreditam que não faz sentido conversar com o bebê quando ele ainda está dentro do útero materno, nem fazer carinho na barriga para que ele se sinta tocado e reconfortado. Pois saiba que tudo isso e outros cuidados, inclusive a atenção dada aos pequenos antes que venham ao mundo, fazem toda a diferença. Eles são capazes de perceber e de aproveitar para o bom desenvolvimento. Veja a seguir mais sobre o assunto:

A importância dos estímulos para os bebês que ainda não nasceram

Todos os estímulos, sejam os que envolvem o tato ou a voz, são muito importantes para os bebês que ainda não vieram ao mundo. Mesmo quando esses estímulos são oferecidos para os bebês dentro do útero materno, eles conseguem absorver e criar uma memória inconsciente que vai acompanhá-los até o final da vida.

Isso é provado por pesquisas, que indicam ainda que o carinho oferecido ao bebê contribui para o desenvolvimento de sua área cognitiva. Além disso, esse carinho é capaz de fazer com que tenham maior inteligência emocional e com que sejam mais tranquilos.

Leia ainda: Com quanto tempo devemos tirar a mamadeira e a chupeta do bebê?

Foto: diskmamae.

Foto: diskmamae.

Como aumentar a interação entre mãe e filho

Se você ficou impressionada com os benefícios para o desenvolvimento do bebê, anote aí outras atitudes que podem aumentar esses pontos positivos e a interação entre você e seu bebê.

  • Atividades físicas: os exercícios físicos liberam substâncias que promovem o bem estar não só da mulher. O bebê consegue sentir e ficar mais relaxado;

  • Música para o bebê: nos dias em que o bebê estiver muito agitado, chutando sem parar, coloque uma música calma ou cante uma canção. Isso vai fazer com que ele fique mais calmo e relaxado;

  • Converse e faça carinho: além de acariciar a barriga, converse sempre com o bebê.