Bebê que não come – O que fazer?

You are currently viewing Bebê que não come – O que fazer?
Foto: Misrelhayah

A boa alimentação dos filhos é uma preocupação constante para mães e pais. Uma das queixas mais comuns é de que o filho não come o quanto deveria, e isso pode ocorrer em qualquer idade.

Primeiramente é preciso perceber se a criança está mesmo se alimentando mal ou apenas não o quanto você acha que deveria.

Foto: Mamasup.me
Foto: Mamasup.me

Como saber se o bebê está comendo direito?

Natasha Slhessarenko, pediatra do Lavoisier Laboratório e Imagem, indica que o melhor e mais objetivo parâmetro de que a criança não está comendo direito é o peso. A perda ou o ganho não esperado de peso de acordo com a idade pode refletir como está a alimentação do bebê. Confira tabela de peso e altura para idade do bebê.

“Até o sexto mês de vida é fácil alimentar o bebê, pois o alimento mais recomendado é o leite materno exclusivo até esta idade. Mas, mesmo nesta fase, por problemas diversos, a criança pode não estar comendo o quanto precisa”, explica a Dra. Natasha. Ela completa que após esta idade, devem ser introduzidos os chamados alimentos de transição e que “neste momento a dúvida se o bebê está comendo a quantidade adequada para seu perfeito desenvolvimento neuropsicomotor e pôndero-estatural é permanente”. Por isto, as visitas ao pediatra para as consultas de puericultura são imprescindíveis e devem ser regulares.

Por que o bebê não come?

O apetite de todas as pessoas é diferente e o mesmo acontece com as crianças. Algumas sentem mais fome do que outras e se satisfazem com porções diferentes. O importante é tentar perceber se a criança não come porque realmente não está com fome ou por outro motivo comportamental. A dinâmica da alimentação familiar pode influenciar no comportamento do bebê ou da criança. Assim como resfriados ou o nascimento de um dente.

Dicas de como fazer com que o bebê se alimente melhor:

Forçar a criança a comer não é um bom caminho para conseguir alcançar uma boa relação com a hora da alimentação. A pediatra Natasha Slhessarenko listou algumas dicas importantes para ajudar a manter uma boa alimentação do bebê ou da criança:

  1. Estabelecer horário das alimentações: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde janta e ceia. Sentar-se a mesa para as refeições;
  2. Oferecer suco de frutas, sempre natural, no volume máximo 100 mL ao dia e não se deve oferecê-lo durante o dia todo (pode tirar o apetite da criança);
  3. Caso a criança se alimente também de leite materno, não oferecer o seio sempre que a criança quiser, pois a partir do sexto mês os outros alimentos assumem grande importância para uma alimentação adequada;
  4. Diversifique os alimentos e ofereça uma comida agradável aos olhos e ao paladar da criança (lembre-se que a criança nunca foi apresentada a nenhum sabor diferente do leite materno, portanto, ofereça os alimentos o mais próximo possível do seu sabor natural); Veja como introduzir legumes e verduras na alimentação do bebê.
  5. Arrume o prato da criança com alimentos coloridos e converse com a mesma enquanto oferece a comida;
  6. Inclua alimentos que a criança pode pegar com as mãos (cenoura, tomate, milho verde, pepino);
  7. Leve as crianças maiores para feira e supermercado para comprar comida, bem como para a cozinha para ajudar no preparo dos alimentos;
  8. Livre-se de alguns preconceitos quanto a alguns alimentos e ofereça-os para a criança;
  9. Aproveite o momento de “ensinar seu filho a comer” para abandonar hábitos alimentares ruins da família, como comer muitas guloseimas, doces, frituras, bolachas, salgadinhos, sucos artificiais e refrigerantes;
  10. Disponha seu tempo para dar comida para a criança, que deve estar sempre sentada à mesa, preferencialmente junto com a família;
  11. Faça das refeições um momento de grande prazer em família;
  12. Prepare tudo com muito amor e carinho;

O que evitar para que o bebê se alimente melhor?

  1. Não deixar a criança comer o que quer e a qualquer hora;
  2. Não oferecer bolachas, salgadinhos ou quaisquer alimentos próximo aos horários das refeições;
  3. Não dar líquido durante as refeições;
  4. Jamais negocie prêmio ou punição com as crianças em troca de comerembem (se comer vai ganhar algo, se não comer vai apanhar);
  5. Não substituir a comida por leite;
  6. Não dar remédio para aumentar o apetite sem prescrição médica.
Foto: Misrelhayah
Foto: Misrelhayah

Leia mais: Primeira papinha do bebê, como fazer?

Fazer com que seu bebê se alimente melhor pode não ser tão difícil quanto parece. Será necessário que os pais façam um pequeno esforço para que os filhos tenham uma boa compreensão da importância de se alimentar bem. Mas não se esqueça de sempre observar a criança a fim de perceber sintomas que podem significar algum distúrbio alimentar mais grave. A consulta com o pediatra é essencial para excluir a possibilidade de maiores problemas.

Equipe Gestação Bebê

A equipe de redatores do Gestação Bebê é formada por jornalistas e profissionais convidados de diversas áreas, como pediatria e psicologia.

Este post tem um comentário

  1. JULIANA

    QUERO DAR ALGUMAS PAPINHAS COM COLHER PRA MINHA BEBE E NÃO SÓ NA MAMADEIRA COMO FAÇO MINHA BEBE TEM 3 MESES E 16 DIAS ELA MAMA MAMADEIRA POIS MEU LEITE SECOU COM UM MES DE NASCIDA ELA MAMA NAN 1 CONFOR MAS JA DOU COM A AUTORIZAÇÃO DA PEDIATRA SUCOS DE FRUTAS E MINGAU MINULTRI PARA BEBES DE 6 MESES

Deixe uma resposta