Bebê e a cárie de mamadeira

Este assunto acaba assustando os pais: afinal, os bebês, com poucos dentinhos, podem acabar desenvolvendo cáries? A resposta é sim. E esta é uma situação que acontece com certa frequência em crianças com menos de três anos de idade, quando é comumente chamada de “cárie de mamadeira”. Mas, por que ocorre? Como os pais devem fazer a prevenção?

Como as cáries de mamadeira aparecem?

As cáries de mamadeira aparecem nos bebês devido ao consumo prolongado e constante de leite materno e outros alimentos que contenham açúcar ou farinha, como sucos, leite com achocolatado, mingau, água de coco, biscoitos.

Leia ainda: Como escolher o nome do meu filho ou filha?

Quais são os sintomas?

Os sinais de que o bebê está com cárie de mamadeira são o aparecimento de manchas brancas nos dentes, geralmente próximas à gengiva. Se o problema não for tratado quando a cárie se apresenta neste período, logo vai ocorrer a evolução e a maior deterioração do esmalte e o surgimento de manchas de cor marrom.

Foto: mdemulher.

Foto: mdemulher.

Como evitar o problema?

A única maneira de evitar a cárie de mamadeira é cuidando da higienização da boca da criança desde seus primeiros meses de vida. Os pais devem procurar um odontopediatra antes mesmo do nascimento dos primeiros dentinhos do bebê. O profissional vai orientar pai e mãe para que realizem a higienização correta e para que ensinem o pequeno alguns hábitos que vão garantir que fiquem longe das cáries.

A higienização

Quando os dentinhos estão nascendo, gaze ou fralda úmida deve limpar toda a boca do bebê. Com o surgimento dos dentinhos em maior quantidade, escova de dedo ou escova normal.

O tratamento

Os pais devem mudar alguns hábitos da criança, como a grande quantidade de alimentos açucarados ou leite fora dos horários adequados, como durante a madrugada. Depois, com a ida ao consultório, o odontopediatra realiza a remineralização e a reconstrução estética do dente com cárie.