Pré eclampsia na gestação

You are currently viewing Pré eclampsia na gestação

A pré eclampsia é um problema gestacional que algumas mulheres desenvolvem ao longo da gravidez. Apesar de ser pouco comum, ele pode levar a complicações bastante sérias para mãe e bebê. É sempre importante que a gestante realize o acompanhamento médico adequado e que esteja sempre atenta aos sinais que seu corpo pode emitir.

Veja a seguir o que caracteriza a doença:

O que é pré eclâmpsia?

Também conhecida como hipertensão induzida pela gravidez, a pré-eclâmpsia é uma doença gestacional que ocorre a partir da 20ª semana de gravidez, na qual a mulher desenvolve hipertensão e proteína na urina.

O problema felizmente não atinge grande parte das mulheres gravidas, e dentre os fatores de risco estão: primeira gestação, gestação múltipla, obesidade, idade superior a 35 anos, histórico anterior de diabetes, hipertensão ou doença renal.

Causas e sintomas

As causas da pré eclâmpsia ainda não foram totalmente diagnosticadas, mas acredita-se que os fatores a seguir podem interferir: doenças autoimunes, problemas nos vasos sanguíneos, dieta e genes.

A doença gestacional não causa dor, e seus sintomas incluem: inchaço exagerado nas mãos e rosto/olhos (edema) e ganho de peso súbito em um ou dois dias (mais de um quilo por semana).

Já nos estágios mais graves, a mulher gravida pode sentir dor de cabeça constante ou latejante persistente, dor abdominal, sentida principalmente no lado direito, abaixo das costelas, .dor no ombro direito, dor na região da vesícula biliar, vírus estomacal ou chutes do bebê, agitação, diminuição da quantidade de urina, alterações na visão – como perda temporária da visão, sensação de luzes piscando, auras, sensibilidade à luz, manchas e visão embaçada – náusea e vômito. Este último sinal é bastante preocupante.

Tratamento

O tratamento é realizado com a administração de medicamentos para controle ou com a realização do parto, caso o bebê já esteja desenvolvido, para evitar que a doença piore.

Caso a doença não esteja em estágio grave e o bebê não esteja pronto para nascer, as recomendações médicas são: repouso absoluto (deitada sobre o lado esquerdo), beber bastante água diariamente e reduzir o consumo de sal, realizar consultas mais frequentes e tomar medicamentos para diminuir a pressão arterial.

Prevenção

A prevenção deve ser realizada com o pré-natal desde o início da gestação e alimentação saudável e equilibrada da gestante.

Equipe Gestação Bebê

A equipe de redatores do Gestação Bebê é formada por jornalistas e profissionais convidados de diversas áreas, como pediatria e psicologia.

Deixe uma resposta