O que fazer quando uma criança engole uma moeda?

A moeda é o objeto que os pequenos mais engolem. Junte a ela outros objetos pequenos como clipes, alfinetes, baterias, pregos. Durante os primeiros anos, o reflexo faz com que as crianças levem tudo o que pegam até a boca. É neste momento que a ingestão pode ocorrer. Mas não estamos falando apenas dos pequeninos: crianças com até oito anos de idade também podem engolir acidentalmente tudo o que listamos acima, já que são extremamente curiosas.

Leia ainda: Ioga para bebês

Meu filho engoliu uma moeda. E agora?

Assim que você perceber que seu filho engoliu uma moeda, leve-o imediatamente até o hospital. Lá, o médico vai examinar a criança e pedir um raio-x da região que engloba tórax e abdome na tentativa de localizar o objeto.

Se a moeda estiver no esôfago, deve ser retirado por meio de endoscopia – para isso, o pequeno deverá fazer jejum de seis a oito horas para facilitar o procedimento. No entanto, no caso de engolir uma bateria alcalina, aquelas que acompanham brinquedos eletrônicos, é necessário ainda mais urgência. É que a substância pode provocar queimaduras depois de poucas horas dentro do organismo.

Foto: hypescience.

Foto: hypescience.

Caso o raio-x indique que a moeda está alojada no estomago, o mais recorrente é o médico aguardar que ela seja eliminada sozinha, naturalmente. Na maioria dos casos, a moeda segue para o intestino e é eliminada nas fezes. Nestes casos, os pais devem ficar de olho nas fezes das crianças, pois a moeda pode demorar de duas a três semanas para ser eliminada. Caso nada aconteça, a endoscopia pode ajudar. A endoscopia é eficiente até mesmo para objetos que tenham mais de 4 centímetros de largura.

Obstrução das vias respiratórias

É possível ainda que o objeto ingerido obstrua as vias respiratórias. Nestes casos, os pais vão perceber que a criança está respirando com dificuldade. Para evitar asfixia, é necessário correr e buscar socorro. A técnica mais eficaz costuma ser a cirurgia.

Sintomas

Alguns dos sintomas apresentados pelas crianças após a ingestão de algum objeto estranho são salivação excessiva, recusa para se alimentar, vômito, dores para engolir.