Hormônio de crescimento para bebês prematuros

Todos os anos, cerca de 30 mil bebês nascem prematuramente no Brasil. Este número é alto e cresce devido a gestações múltiplas e de nascimentos provenientes de fertilizações com quatro ou mais embriões por vez. Outro dado que já se tem é que destes bebês, cerca de 30 mil vão apresentar algum problema de crescimento durante a infância.

O nascimento prematuro e o crescimento

Bebês nascidos de forma prematura, antes da 37ª semana, podem ter o crescimento afetado pelo parto antecipado. O problema tem sido notado de 10 anos para cá, ou seja, muitas destas crianças já estão comparecendo aos consultórios médicos com estas queixas.

O que ocorre é que o crescimento previsto para estes bebês não é tão favorável aqui no ambiente externo, já que a criança fica suscetível a infecções, por exemplo – dentro da barriga da mãe as condições eram mais favoráveis.

Leia ainda: Como cuidar de gripes e resfriados na gestação

O hormônio do crescimento

Não significa que bebês prematuros possuem deficiência de hormônio de crescimento. A dificuldade de crescer não vem somente da presença do hormônios. Crianças prematuras que nascem com peso e tamanho inferiores aos desejados para a idade gestacional, por exemplo, possuem mais chances de problemas de crescimento.

Tratamento

Um tratamento realizado com 3.215 crianças nascidas de parto prematuro com idades entre seis e sete anos foi realizado por um laboratório farmacêutico norte-americano. As crianças receberam doses de hormônio de crescimento em forma de medicamento sintético.

Este tratamento não é realizado nos primeiros anos de vida do bebê prematuro pois é necessário esperar alguns anos para verificar se seu corpo será capaz de se recuperar e conquistar crescimento normal.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Resultados

Após um ano de medicação diária, algumas das crianças chegaram a apresentar ritmo de crescimento duas vezes maior devido à presença do hormônio do crescimento.


  • Add Your Comment