Como tratar o bebê com viroses de verão

As viroses são muito comuns entre os bebês, principalmente entre aqueles que já estão frequentando a creche ou escolinha, já que o contato com os amiguinhos aumenta as chances de transmissão.

Mas os pais não devem se desesperar, afinal, isso será bastante comum durante a infância. Veja a seguir algumas dicas para lidar com o problema da melhor maneira e proteger seu filho:

Vacinas em dia

A primeira recomendação, muito importante, é não descuidar da carteirinha de vacinação da criança, que deve estar sempre em dia. As vacinas protegem contra inúmeras doenças, inclusive contra os causadores de algumas viroses. Não deixe seu bebê vulnerável.

 Leia ainda: Como incentivar o bebê a comer sozinho

Cuidados importantes

A transmissão das viroses ocorre pelas vias aéreas, então é necessário que a criança, os pais e os outros membros da família sempre lavem bem as mãos antes de comer, após espirros e depois de ir ao banheiro. A limpeza com álcool em gel também é eficaz.

Outro cuidado é aproveitar o calor e deixar os ambientes sempre abertos para que o ar circule, e junto com eles os vírus e bactérias possam ir embora, não ficando no ambiente para novas contaminações.

Tratamento

Os cuidados com os sintomas fazem com que a virose não evolua para algo mais sério. Geralmente as viroses se curam sozinhas, dentro de alguns poucos dias. Observe atentamente o comportamento e os hábitos do bebê para verificar se realmente os sintomas foram embora.

O tratamento inclui repouso para que o corpo possa se restabelecer e expulsar os “intrusos” e a hidratação com a ingestão de muito líquido. A limpeza das vias aéreas com soro é outra maneira de se livrar da virose. Em alguns casos o antitérmico é também usado para afastar a febre.

Diga não à auto-medicação

Na pressa de acabar com a virose e ver o bebê saudável novamente, muitos pais abusam da auto-medicação. Consulte sempre o médico da criança primeiro.