Como descobrir se o bebê tem problemas visuais?

Ao contrário do que os pais imaginam, os problemas de visão também podem afetar os bebês, mesmo os recém-nascidos. Como os pequenos não conseguem falar o que os incomoda, os pais devem estar atentos a alguns sinais de que há algo errado. Veja a seguir todas as informações importantes sobre o assunto:

Quando levar o bebê ao oftalmologista?

A primeira visita ao oftalmologista deve acontecer antes mesmo do que os pais pensam. Os bebês recém-nascidos já podem visitar o médico, e até os seis meses os primeiros exames deveriam ser considerados obrigatórios.

Os exames não fazem qualquer mal ao bebê, ainda que ele chore com o desconforto da dilatação da pupila. O fato é que durante a infância a rápida detecção de problemas permite que sejam tratados mais facilmente. Até os quatro anos de idade, as visitas ao oftalmologista devem ser anuais.

Leia ainda: Principais erros na hora de desfraldar o bebê

Sinais de que há algo errado

Alguns sinais que podem ser observados pelos pais e que indicam que há algo errado com a visão dos bebês são olhos esbranquiçados, lacrimejamento, aumento do globo ocular, mudança da cor do olho. Estes sinais podem ser sintomas de retinoblastoma, catarata, glaucoma, tumor.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Teste seu bebê

Em alguns bebês, um olho pode ter uma visão melhor que a do outro. Se isso não for logo percebido, o cérebro da criança vai começar a utilizar apenas um deles, aumentando o problema do outro. Para verificar se isso acontece com seu bebê, coloque nele um tapa-olho e estimule-o a brincar. Verifique como ele reage com cada um dos olhinhos.

Bebês prematuros

Nos bebês prematuros, os riscos de problemas de visão é maior porque ficam expostos ao oxigênio da incubadora. O certo é que antes de receberem alta seja realizado um exame para verificar se está tudo bem com seus olhinhos.