Boas maneiras na infância: comece desde cedo

You are currently viewing Boas maneiras na infância: comece desde cedo

Comece com regras de boas maneiras desde a cedo. Umas das maiores satisfações que os pais sentem é quando seus filhos são elogiados, por qualquer motivo e por quem quer que seja. Esses elogios podem ser por conta da beleza, da simpatia ou pela educação, e esse reconhecimento é extremamente bem visto pelos pais, já que educar uma criança não é tarefa fácil.

A criança não saber lidar com negativas pode ser prejudicial para a sua inserção social, já que nem todo mundo a tratará como seus pais, o que causa frustração e até mesmo inimizades.

As regras de boas maneiras também devem ser ensinadas desde a primeira infância. Elas são o ponto de partida para a educação das crianças, para aprenderem que para conviver em sociedade são necessários os cumprimentos de alguns deveres, que mantém o respeito e cordialidade das relações sociais.

boas maneiras no dia a dia
A criança é sempre muito observadora, ela percebe as atitudes das pessoas ao redor e se espelha nessas atitudes. Foto: Open

Por isso, é comum que bebês com cerca de um ano já sejam capazes de acenar quando alguém chega ou vai embora, assim como sorri quando percebe que alguém está conversando de modo solícito com ela. São as primeiras impressões de boas maneiras, que devem sempre ser estimuladas pelos pais.

 Boas maneiras 

Apesar de os pais geralmente rirem de certas atividades das crianças pequenas, como quando ela fica brava ou coloca o dedo no nariz em público, essa não é uma prática saudável. O riso dos mais velhos é entendido como uma aprovação daquele comportamento, o que faz com que a criança seja impelida a repeti-lo. Mesmo achando engraçadinho, o ideal é que os pais demonstrem que tais atitudes não devem ser tomadas em público e mostrar à criança o que é certo e o que é errado.

texto sobre boas maneiras
Foto: Carolina Parent

Após o tempo da criança permanecer exclusivamente com a sua família, independentemente da idade, uma hora ela passará a frequentar a creche ou uma escola, o que aumentará a responsabilidade sobre as suas atitudes para com as outras pessoas. Apesar da atenção quanto às boas maneiras da criança com relação aos seus familiares, ensiná-la a ser cordial com seus amiguinhos de sala, agradecer por lhe emprestarem um brinquedo ou mesmo dizer bom dia ao chegar são aprendizados essenciais para que ela se torne uma pessoa sociável.

O aprendizado vem também com a repetição, portanto, não brigar e não julgar a criança quando ela se esquecer de alguma regra é importante, para que ela não se torne uma pessoa tímida e introspectiva. É fundamental comentar com ela sobre o que dizer em determinada situação, mas com delicadeza e demonstração. Respeitá-lo também é outra atitude essencial para que ela aprenda sobre boas maneiras: caso a criança se comporte mal, é importante não tornar a repreensão uma atitude pública e vergonhosa, mas falar com a criança em particular e calmamente, alertando-a sobre o seu mal comportamento e erro por tal atitude fará com que ela entenda o erro com mais clareza e não repita a ação.

Leia também: Pai de menino: tudo que você precisa saber

Exemplos de boas maneiras que os pais devem adotar

boas maneiras na escola
Foto: Verywell

As boas maneiras devem ser ensinadas com as atividades do cotidiano e não como uma lição que deve ser decorada. Para tal, o maior exemplo que a criança pode receber vem dos próprios pais, que devem desejar bom dia quando ela acordar, pedir algo dizendo sempre por favor e agradecer quando a criança fizer algo solicitado.

Veja mais: Parei de trabalhar para ser mãe, e agora?

Esses exemplos também devem ser mostrados quando a família sair ou receber visitas em casa, com cumprimentos cordiais, ao dizer sobre o prazer em conhecer uma pessoa ou pedir licença para fazer alguma coisa. Cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar, não fazer a higiene pessoal em público e comer de boca fechada também são práticas a serem ensinadas pelos pais.

Equipe Gestação Bebê

A equipe de redatores do Gestação Bebê é formada por jornalistas e profissionais convidados de diversas áreas, como pediatria e psicologia.

Deixe um comentário