As companhias aéreas, geralmente, permitem que as mulheres grávidas voem nas últimas semanas da gravidez. Algumas exigem os exames médicos para as gestantes que estão prestes a ganhar o bebê. A recomendação é que qualquer mulher que planeja voar com mais de 30 semanas deve ter um plano de contingência para partos prematuros.