Atividades que devem ser evitadas na gestação

You are currently viewing Atividades que devem ser evitadas na gestação

Durante a gestação, a mulher continua levando uma vida normal. Porém, existem algumas atividades que devem ser evitadas, já que podem fazer mal para o bebê e prejudicar a gestação. De maneira geral, toda e qualquer atividade que envolva risco de queda ou de lesão à barriga. Veja a seguir algumas delas:

 Leia ainda: Enxoval de bebê básico e barato

Que atividades devem ser evitadas na gravidez?

  • Parque de diversões e parques aquáticos: apesar de estes locais possuírem avisos para as mulheres gravidas, é bom se afastar. Paradas bruscas e movimentos muito rápidos podem fazer mal ao bebê.
  • Andar de bicicleta: se a mulher já está acostumada a andar de bicicleta, pode continuar a fazer isso até o segundo trimestre. Depois disso, com a mudança do centro de gravidade, o risco de queda aumenta muito. No entanto, se a mulher não tinha o hábito, não é agora que deve começar a andar de bicicleta. Prefira a ergométrica, mas consulte seu médico antes de começar e faça tudo com moderação.
  • Futebol e basquete: estes esportes, além da queda, oferecem o risco de a bola acertar a barriga da gestante. Vôlei, handball e tênis também devem ser evitados. Outro problema é a mudança do ponto de equilíbrio.
  • Ginástica olímpica: a falta de equilíbrio continua como vilã, já que pode provocar queda e lesões na barriga.
  • Andar a cavalo: a atividade deve ficar de fora devido ao grande risco de queda, mesmo para as mais experientes.
  • Sauna e hidromassagem: se a banheira estiver muito quente sua pressão pode cair e você pode desmaiar. Além disso, existem indícios que ligam altas temperaturas à má formação do bebê.
  • Mergulho: o mergulho oferece alto risco às gestantes, pois durante o retorno podem se formar bolhas de ar no sangue, o que pode ser arriscado.

Equipe Gestação Bebê

A equipe de redatores do Gestação Bebê é formada por jornalistas e profissionais convidados de diversas áreas, como pediatria e psicologia.

Deixe uma resposta