Amamentação e a palatina no bebê

 

Ao contrário do que muitos pensam, os bebês com fissuras labiais ou fendas palatinas podem sim serem amamentados nos seios de suas mães. Nestes casos, é importante que os pais busquem informações antes mesmo do nascimento do bebê para proporcionar melhor qualidade de vida à criança e evitar desaleitamento precoce.

Fissura labial e fenda palatina

A fissura labial também é conhecida como lábio leporino. Nestes casos, o bebê nasce com uma abertura na lateral do lábio superior direito que o divide em duas partes – a abertura pode se restringir ao lábio ou se estender até o nariz, passando pela gengiva e maxilar.

Na fenda palatina a abertura pode ser de maior extensão, atingindo o céu da boca até a base do nariz.

Leia ainda: Posso fazer aula de dança durante a gestação?

Sonda

A sonda não deve ser a primeira opção das mães de bebês com algum destes problemas e deve ser introduzida em caso de falha de outros métodos . Ela é comumente utilizada em bebês prematuros ou com alterações neurológicas, por exemplo. As crianças com fendas palatinas ou fissuras labiais têm a capacidade de sucção normal, e isso inclusive ajuda a exercitar e desenvolver os músculos da face e boca.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Dicas para uma amamentação tranquila

A amamentação pode acontecer de maneira normal com os bebês com fissura labial ou fenda palatina. É apenas necessário que alguns cuidados sejam tomados. Veja alguns deles a seguir:

  • Antes de oferecer as mamas ao bebê, deixe-as macias tirando um pouco do leite;

  • Antes e depois da mamada o bebê deve ter sua fenda higienizada. Para isso você pode utilizar um cotonete úmido;

  • Não amamente o bebê deitado. Coloque-o sentado ou levemente inclinado;

  • Para tornar a pega do seio mais fácil, os pais podem colocar um pedaço de micropore sobre as aberturas labiais do bebê;

  • Amamenta devagar e faça pausas. Prefira amamentar várias vezes ao dia.