Amamentação Cruzada: como funciona? há riscos?

Você sabe o que é amamentação cruzada? Veja como funciona, se há riscos e outras informações a respeito.

O ato de amamentar é tão antigo quanto a gravidez: é um gesto de amor, de entrega e de formação de vínculos. Mas, embora a prática seja instintiva, não é tão simples para todas as mulheres. Algumas, por não terem leite o suficiente ou porque, por algum motivo peculiar, não conseguem amamentar, entregam seus filhos para que outras mulheres os amamentem. Este processo é chamado de “amamentação cruzada”.

Amamentação Cruzada: como Funciona

Então vamos lá! A amamentação cruzada consiste no ato da mulher lactante amamentar um bebê de outra mulher ou entregar o seu filho para que outra pessoa amamente. Muito utilizada no passado, hoje a prática não é indicada porque, de acordo com especialistas, existem riscos para a criança.

“Antigamente, mais precisamente na época da escravidão, com frequência, mulheres negras amamentavam crianças brancas e eram conhecidas como amas-de-leite”, conta o Mestre e Doutor em Ginecologia e Obstetrícia pela Unicamp-SP, Luis Paulo Wolff. “Mas, atualmente, as sociedades médicas contraindicam esta prática devido, principalmente, ao alto risco de transmissão de doenças contagiosas.”

Segundo ele, muitas vezes, estas doenças são assintomáticas (que não apresentam sintomas) e as mulheres não sabem o risco a que estão expondo seus filhos.

Leia mais: Mitos e verdades sobre amamentação

Foto: Dektalok

Foto: Dektalok

Amamentação Cruzada x Ministério da Saúde

Ainda de acordo com o obstetra, as principais infecções que podem ser transmitidas pelo leite à criança são: hepatite B, hepatite C, AIDS, HTLV (Vírus Linfotrópico Humano de Células T), mononucleose, herpes vírus, e outras doenças virais como sarampo, caxumba e rubéola.

É por isso que no Brasil a prática da amamentação cruzada é proibida por lei pelo Ministério da Saúde – de acordo com a Portaria N° 1.016, de Agosto de 1993 – DO 167, de 1/9/93.

A orientação do doutor Luis Wolff para mulheres com muita produção de leite ou que estejam com leite sobrando é que façam doação em Bancos de Leite. Locais onde o leite será higienizado e pasteurizado e fornecido às crianças em unidades pediátricas especializadas.

Foto: Healthnewsline

Foto: Healthnewsline

Os Bancos de Leite são locais de suporte às lactantes e são consideradas uma das mais importantes estratégias da política pública e privada em favor da amamentação.

“Se a mulher necessitar de ajuda na amamentação, por dificuldade ou por problemas na produção de leite, ela deve procurar ajuda especializada”, aconselha o obstetra Luis Wolff. “Existem formas de orientar a amamentação e também maneiras para aumentar a produção de leite.

Confira no vídeo abaixo um esclarecimento da Dra Ana Heloísa sobre os riscos da amamentação cruzada para a saúde do bebê:

Avalie esta matéria!

  • Adicione um comentário

    *