Alterações de visão durante a gestação

Os hormônios são os grandes responsáveis pela maioria das mudanças que acontecem com o corpo feminino da gestação. Porém, você sabia que eles também podem alterar a visão das futuras mamães? É isso mesmo. Veja a seguir quais são as queixas mais comuns:

As alterações

As alterações na visão são comumente relatadas pelas gestantes. Os principais problemas são olhos secos, dificuldade para utilizar lente de contato, inflamações e aumento dos vícios de refração.

A explicação para isso é o inchaço da córnea, que pode acontecer durante a gestação. A córnea é a responsável por refratar as imagens para o fundo dos olhos e depois transmiti-las ao cérebro. Se elas ficam inchadas, esta transmissão não acontecem das maneiras corretas.

A córnea mais curvada pode fazer com que algumas mulheres se tornem míopes durante a gestação.

 Leia ainda: Fotos de bebês para a Páscoa

A explicação

A alteração do tamanho da córnea e dos decorrentes problemas de visão são as quantidades maiores de progesterona durante a gravidez. A progesterona aumenta a produção de colágeno que reveste algumas cartilagens do corpo, afetando também o colágeno da córnea.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Olhos secos

Outro problema é a falta de umidade do olho, provocando desconfortos e infecções, o que se deve à variação de hormônios ligados à amamentação. O problema pode se agravar quando as mulheres precisam acordar várias vezes durante a noite para amamentar seus bebês. O uso de colírios e a hidratação com água e sucos é fundamental.

Depois do parto, tudo volta ao normal

Em 90% das mulheres, tudo volta ao normal após a gestação. Por isso, os médicos recomendam resistir e não mudar o grau dos óculos, por exemplo.

Nos outros 10% restantes, as mudanças normalmente ocorrem porque a gestação aconteceu por volta dos 40 anos de idade, período em que a visão já sofre naturalmente algumas modificações.