4 semanas de gravidez: Embriologia e Ultrassom

4 semanas de gravidez: os sintomas chegaram!

Na quarta semana de gravidez, aquela bolinha de células cheia de líquido, que media cerca de 0,15 mm segue seu desenvolvimento a todo vapor, ganhando a forma de um disco. Embora minúscula, já se divide em camadas que formarão órgãos e tecidos futuramente.

Agora, já chamado na medicina de embrião, ele passa a se manifestar de forma mais perceptível. Atuando, principalmente, na produção do hormônio Beta HCG (Gonadotrofina Coriônica Humana) – que salta de 50 mIU/ml na terceira semana de gestação para até 426 mIU/ml na quarta semana.

É a partir deste período que, de fato, começam a surgir os primeiros sinais de uma gravidez.

4 semanas de gravidez

Responsável pelo desenvolvimento da gestação no início da gravidez, o hCG  traz consigo alterações ao corpo da mulher e a sua rotina.

4 semanas de gravidez

Na quarta semana de gravidez, além do atraso menstrual – que é o fator mais significativo para a mulher em uma gestação, o aumento das dores e da sensibilidade dos seios (oriundas da quantidade de sangue nesta região), e também a sensibilidade olfativa tendem a incomodar a mulher ou a deixá-la alerta para uma gravidez em curso.

Em algumas mulheres, a quarta semana de gravidez também traz náuseas, vômitos, idas mais frequentes ao banheiro, sensação de barriga esticada, um pouco de cansaço e até alterações do humor. Contudo, nem toda mulher tem esses sintomas já na quarta semana de gravidez. Algumas têm mais para frente, a partir da quinta ou da sexta semanas. Outras nem têm.

Leia mais: 5 semanas de gravidez

Isso porque cada gravidez é única e reflete os hábitos saudáveis (ou não) da mulher antes da gestação. Mesmo assim há estatísticas, padrões, convenções e estudos que apontam que existem modificações e alterações hormonais e estruturais próprias da gravidez, que se manifestem de forma semelhante entre as grávidas. Mas não é fator determinante. Existem sintomas muito peculiares a cada gestante.

Quarta semana de gravidez: quanto tempo é?

As 4 semanas de gravidez representa a reta final do primeiro mês de gestação (de 1 a 4 semanas e meia). Se a gravidez ainda não foi confirmada esta é a hora.

Embriologia

Foto: Pampers

Foto: Pampers

É na quarta semana de gravidez que as três camadas que formam o embrião começam a desenvolver-se e a diferenciarem-se umas das outras. São elas a ectoderme, a endoderme e a mosoderme. Respectivamente elas darão origens ao sistema nervoso (cérebro, medula e nervos) e à epiderme e anexos (pelos e glândulas); sistema respiratório (pulmões) e trato intestinal e por fim, à derme (camada interna da pele) e às células que formarão esqueleto, músculos, sistema circulatório e rins.

Neste período, já estão formadas as vilosidades coriônicas (placenta primária) e o cordão umbilical já leva nutrientes e oxigênio para o sustento e desenvolvimento do embrião.

Ultrassom

O ideal é que o primeiro exame de ultrassom seja feito entre a 11ª e a 13ª semanas de gravidez. Mas não há contraindicação para ser realizado na quarta semana de gestação. Se a gravidez existe e está tranquila, o exame será solicitado apenas para confirmar a idade gestacional ou para descartar uma gestação ectópica (quando o óvulo fecundado se aloja fora do útero).

Para a mulher que tem um ciclo menstrual irregular ou não sabe a data correta da última menstruação (DUM), a ultrassonografia – neste caso a transvaginal –, é a mais usada para calcular o tempo de gravidez.

Já sabe que está grávida? O exame deu positivo, escolha um bom profissional para o acompanhamento da gestação. Mude hábitos alimentares (se não forem saudáveis), faça exercícios físicos adequados, relaxe e curta a gravidez ao máximo.

cinco semanas de gravidez