Ultrassom 4D – Quando fazer? Quanto custa?

Afinal, ultrassom 4D: quando fazer? quanto custa? vale o custo-benefício? Tire essas e outras dúvidas nessa matéria.

Gravidez é sinônimo de ansiedade para muitas mamães. Ainda mais se for a primeira gestação. Os pais querem saber tudo: se o bebê está saudável; se está engordando e se desenvolvendo corretamente (acompanhe mês a mês) ; se as batidas do coração estão de acordo com o esperado; qual é o sexo do bebê e se ele terá condições de nascer dentro da data prevista. Enfim, não faltam perguntas ao obstetra – que tem como grande aliado o exame de ultrassonografia.

Ultrassom 4D

Agora, se o obstetra disser aos futuros papais que a ultrassonografia pode apresentar todas as condições de saúde e ainda mostrar imagens precisas do rostinho do bebê, a alegria será imensa, não é verdade? E se ele acrescentar que, além de mostrar o corpinho de forma bem definida ainda poderá assistir aos movimentos que a criança fizer na hora em que o exame ocorre? É alegria em dobro. Ou melhor, quatro vezes mais. Tudo isso graças às técnicas da ultrassonografia 4D (quatro dimensões) ou 4D HDLive (quatro dimensões em alta definição) .

ultrassom

Foto: Zona.bg

Se ver fotos do bebê em três dimensões já era bom, melhor ainda é poder acompanhar cada detalhe do rostinho, como o formato da boca e do nariz, um bocejo, o movimento das mãozinhas e dos pezinhos por meio de imagens coloridas e realistas.

Essa tecnologia que tem conquistado muitos adeptos ainda não é coberta por planos de saúde, pois é vista pelos especialistas como estética. Salvo por justificativa médica.

Mas vale ressaltar que, embora os pais tenham utilizado a técnica para satisfazer seus anseios e curiosidade, tanto o ultrassom 3D quanto o 4D serve também para confirmar alguma anomalia já detectada na ultrassonografia comum, como, lábio leporino, por exemplo. Se isto acontecer, a vantagem do exame é o preparo emocional da família e a preparação técnica da equipe médica para uma possível cirurgia após o nascimento do bebê.

Leia mais: O que o bebê sente dentro da barriga da mãe

“O ultrassom 4D não tem indicação obrigatória, mas é útil na vivência psicológica da gravidez. Além disso, quando há uma malformação fetal ele é importante para que o casal visualize melhor o problema”, explica o obstetra e professor universitário, Dr. Xenofonte Paulo Rizzardi Mazzini.

Mas, cabe outra ressalva. Diversos fatores contribuem para a nitidez das imagens, que podem ficar distorcidas se o bebê se mexer muito ou se estiver virado para as costas da mãe, por exemplo. A posição do cordão umbilical também pode interferir na qualidade das imagens.

Enfim, é importante que os pais estejam cientes disso, já que nem toda clínica ou local de realização do exame oferece o “bônus” da segunda tentativa.

Veja o exemplo de uma ultrassonografia 4D:

Quando fazer o Ultrassom 4D

O período mais indicado para se realizar um ultrassom 4D é entre a 26ª e a 30ª semanas de gravidez.

Quanto custa um ultrassom 4D?

Os preços variam de uma região para outra, mas em geral estão entre R$ 200 e 400 (já incluso o DVD (veja sugestões de DVDs infantis) para gravação das imagens). Se você tem dúvida, converse com seu médico e com seu cônjuge, afinal, são momentos únicos que serão eternizados.