Search
Search
X

Quais os exames do bebê podem ser feitos pelo SUS

Durante nove meses, uma mulher se prepara para receber uma linda criança, a mais amada e especial de sua vida.

A chegada de um bebê traz muitas alegrias para o casal, mas algumas responsabilidades precisam ser tomadas para o bem-estar do pequeno.

Um bebê demanda muita atenção. Dentre tantos cuidados, esse pequeno ser deve fazer exames que ajudam a detectar doenças que podem apresentar sintomas imediatos ou não.

Na rotina da maternidade e idas ao pediatra, são solicitados e realizados alguns exames para identificar possíveis problemas e tratá-los prontamente, de modo a dar maior saúde a criança.

Leia ainda: Vacinas obrigatórias para o bebê nos primeiros meses

O Sistema Único de Saúde – SUS disponibiliza alguns exames que são obrigatórios para o recém-nascido. Saiba agora quais exames fazem parte da agenda do SUS, em atenção aos primeiros meses de vida de uma criança.

Teste da Orelhinha

  • Desde 2010, o Teste da Orelhinha virou lei. Ele deve ser realizado no primeiro mês de vida do bebê;
  • O Teste Da Orelhinha é um exame simples e indolor que dura de três a cinco minutos. Ele é realizado por fonoaudiólogos por intermédio de um fone pequeno posicionado na parte externa do ouvido do paciente;
  • O exame consiste em averiguar como o ouvido do bebê reage aos estímulos sonoros gerados por esse fone e saber como está sua audição.
Foto: jornalnoroeste.com.br

O teste da orelhinha é rápido e seu bebê não sente dor (Foto: jornalnoroeste.com.br)

Teste do Coraçãozinho

  • Em 2014, o exame de Oximetria de Pulso, também conhecido como Teste do Coraçãozinho, se juntou aos testes da orelhinha e do pezinho para identificar, prevenir e tratar doenças graves nos recém-nascidos;
  • O Teste Do Coraçãozinho é outro exame ofertado pelo SUS em algumas regiões do país, que detecta de forma precoce se o bebê possui algum problema cardíaco grave. Caso o resultado seja positivo, o recém-nascido é submetido ao exame de ecocardiograma para fins de confirmação do diagnóstico;
  • Segundo dados da Sociedade Brasileira de Pediatria, em torno de dez em cada mil nascidos podem apresentar cardiopatias graves, dentre outras malformações congênitas.

Teste do Pezinho

  • É um exame que coleta sangue do calcanhar do recém-nascido e que permite detectar doenças graves, tais como: doenças metabólicas, doenças que afetam o sangue e hipotireoidismo congênito;
  • O Teste do Pezinho identifica doenças que não manifestam sintomas no nascimento, como o retardo mental grave. Esse teste contribui para o diagnóstico precoce e permite que o tratamento ocorra cedo;
  • O exame deve ser realizado a partir do segundo dia de vida da criança até 30 dias após o nascimento do bebê.
Foto: .nmagazine.com.br

Foto: .nmagazine.com.br

Teste do Olhinho

Como não há uma lei federal definida, o teste do olhinho não é amplamente realizado pelo SUS. Apenas alguns estados – que participam da Rede Cegonha – oferecem esse serviço. São eles: Bahia, Distrito Federal (Brasília), Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo.



Porém, menos de cinqüenta por cento dos municípios participam dessa rede, o que dificulta a inclusão do exame nos postos de hospitais públicos. Confirme se em sua cidade este teste é feito pelo SUS e não deixe de fazê-lo. É rápido, indolor e muito importante para saúde do seu bebê.

Foto: timedicina.blogspot.com

Foto: timedicina.blogspot.com

Fique atenta

Além de comemorar o nascimento do seu filho e aproveitar cada momento com registros e trocas de carinho, os responsáveis pela criança devem atentar para a realização desses exames. Com esse gesto e atuação dos profissionais de saúde, doenças graves podem ser diagnosticadas e tratadas.

Cuide bem do seu pequeno e seja uma mãe mais feliz!




Comentários:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*