Primeiros meses de gravidez, o que evitar?

Gravidez é um acontecimento natural para o qual (quase) todas as mulheres tem capacidade. Mas não por isso se deve relaxar com a saúde ou deixar de se cuidar um pouquinho mais. A vida continua normalmente, mas para a saúde da mãe e do bebê se manter a melhor possível, pequenas restrições são necessárias no início da gravidez.

De todo o período de gestação, os primeiros meses são os que mais devem receber atenção. De acordo com o obstetra Dr. Domingos Mantelli, isso acontece porque “são nos primeiros meses que ocorre a formação do bebê e por isso há maiores riscos de má formações e do desenvolvimento de síndromes, já que a divisão celular é intensa”.

Portanto, nos primeiros meses de gravidez (normalmente até o 4º mês) devem-se seguir algumas regrinhas simples para manter a saúde e o bem estar da mãe e do bebê.

Foto: foreverlivingdream

Foto: foreverlivingdream

Dicas do que deve ser evitado nos primeiros meses de gestação:

1 – Segurar o xixi

A partir do momento que você engravida, é altamente contraindicado segurar a vontade de urinar. Grávidas são mais suscetíveis às infecções urinárias e prender o xixi na bexiga aumenta e muito as chances de isso acontecer. Se a gestante tiver infecção urinária, terá que fazer tratamento com antibióticos – o que não seria nada bom para mãe e bebê.

2 – Remédios

Nenhum medicamento deve ser utilizado pela grávida sem orientação médica. Alguns medicamentos podem levar a defeitos no feto. (Conheça os remédios proibidos na gestação)

O Dr. Domingos Martelli conclui sugerindo que “sempre se deve consultar o obstetra sobre qualquer dúvida que surgir em relação a qualquer assunto, seja alimentação, atividade física, relação sexual, medicamentos etc.”.

3 – Ingerir bebidas alcoólicas

Certas substâncias podem atrapalhar na formação do feto, nos piores casos trazendo consequências irreparáveis. Uma gestante não precisa fazer dietas duras ou ser privada de comer o que gosta. Mas é necessária uma atenção maior nesse período, pois o que é ingerido pode interferir na formação do feto.

O Dr. Mário Novais, pediatra e diretor do Hospital Daniel Lipp, indica que o álcool deve ser evitado em toda a gestação: “Pequenas doses esporadicamente não afetam o feto, porém doses altas podem levar a má formações do feto”.

4 – Exercícios de peso na região pélvica

Exercícios ou atividades que forcem muito a região da pélvis devem ser evitados. São movimentos como abrir gavetas baixas ou passar um rodo no chão.

Atividades muito fortes também devem ser evitadas, como indica o obstetra Mário Novais: “devem ser evitados principalmente nos três primeiros meses de gestação. Existem exercícios especiais para grávidas. Elas devem procurar um profissional de educação física com experiência nessa área”.

Foto: Belly belly

Foto: Belly belly

5 – Não controlar o peso

“O ideal é que a grávida monitore corretamente seu peso e evite um ganho muito grande. Mais do que 10 kg de aumento de peso durante a gravidez já não é considerado bom. Mulheres obesas ou acima do peso podem desenvolver um diabetes gestacional, que precisa ser acompanhada rigorosamente pelos médicos”, analisa o Dr. Mário.

6 – Alimentos gordurosos

Nos primeiros meses é quando ocorrem mais enjoos e vômitos. E alimentos gordurosos além de influenciarem em um sobrepeso, podem potencializar os enjoos. Prefira uma alimentação leve e com muito líquido.
(confira um cardápio de café da manhã para grávidas)

O Dr. Mário Novais completa que a alimentação deve ser a normal, porém deve ser complementada com algumas vitaminas que serão recomendadas pelo obstetra que acompanha o pré-natal.

7 – Fumar

“O fumo é altamente prejudicial durante a gravidez. Mulheres fumantes podem ter filhos com peso baixo ao nascimento. A gravidez é uma ótima oportunidade para largar de vez o fumo”, defende o Dr. Mário Novais.