O que fazer quando o bebê engasga?

You are currently viewing O que fazer quando o bebê engasga?

Os engasgos podem acometer bebês e crianças, portanto é necessário que os pais, além de muito cuidado, saibam como proceder nestes casos.

Os engasgos são a interrupção da passagem do ar inalado devido um corpo estranho na traquéia. Quando o problema ocorre com líquidos, a interrupção da passagem de ar é parcial, já quando ocorre com sólidos – alimentos ou pequenos objetos – o bloqueio é total.

Caso o engasgo aconteça, chame imediatamente o resgate no 192 e comece os primeiros socorros.

Quais os sinais dos engasgos?

Os sinais são dificuldade repentina de respirar, tosse insistente, barulho na respiração, abafamento da voz e lábios roxos.

Engasgos seguidos de tosse

Quando ocorre o engasgo mas a criança ou bebê consegue tossir é sinal de que ele é parcial. Sendo assim, não faça absolutamente nada – esqueça os métodos de bater nas costas, virar de ponta cabeça – apenas incentive que continue tossindo. A tosse é a maneira que o corpo encontra de expelir o corpo estranho. Se você não estiver vendo o corpo estranho não tente tirá-lo com as mãos, uma vez que ele pode se mexer e acabar obstruindo totalmente a respiração.

Engasgos com objetos sólidos e obstrução total da passagem do ar

Nestes casos, mais graves, veja como proceder:

  • Em bebês: o bebê deve ser apoiado no braço de quem irá prestar o socorro, com a cabeça mais baixa do que o corpo e a boca aberta. Nas costas, entre as escápulas, dê cinco batidinhas com a região do pulso. Em seguida, virar o bebê de barriga para cima, mantendo a inclinação e a boca aberta, e realizar mais cinco compressões logo abaixo da linha imaginária entre os mamilos, no osso do peito. Repita o processo até que o objeto seja expelido ou que a criança desmaie.
Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).
Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).
Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).
Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).
  • Bebê desmaiado: apóie o bebê sobre uma superfície rígida com a barriga para cima. Incline levemente a cabeça para cima e abra a boca. Se puder ver o objeto retire-o, caso contrário faça duas respirações de resgate – englobe com a boca o nariz e a boca do bebê. Se nesse momento ele não respirar, faça compressões no tórax colocando o indicador e o dedo médio sobre o osso do peito, no ponto em que se encontra com a linha imaginária entre os mamilos, faça trinta compressões e duas respirações.
Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).
Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).

  Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).

Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).

  • Em crianças maiores de um ano: avise que você irá ajudar para não causar pânico. Posicione-se atrás da criança e inicie a compressão sub-diafragmática, que coloca o punho fechado, encoberto pelo outro braço, entre o umbigo e a extremidade inferior do osso do peito. Realize compressões em trancos para dentro e para cima até que o corpo estranho seja expelido ou até que desmaie.
Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).
Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).
  • Crianças desmaiadas: deite a criança de barriga para cima sobre superfície rígida, incline sua cabeça e abra sua boca. Se conseguir verificar o objeto tire-o, caso contrário coloque a boca do socorrista tampando completamente a da criança e tampe seu nariz. Faça duas respirações de resgate até elevar o peito da criança. Se a criança voltar a respirar, comece a fazer compressões rítmicas (30) no tórax utilizando as duas mãos, uma em cima da outra, sem que desgrudem do corpo. Abra a boca da criança novamente e veja se consegue visualizar o objeto, caso não faça mais duas respirações e continue com as compressões.

Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).
Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).
Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).
Primeiros socorros após engasgos. (Foto: Divulgação).

 

Equipe Gestação Bebê

A equipe de redatores do Gestação Bebê é formada por jornalistas e profissionais convidados de diversas áreas, como pediatria e psicologia.

Deixe uma resposta