Manchas na pele na gravidez, como tirar?

É comum mulheres apresentarem manchas na pele na gravidez, principalmente no rosto, embora possam aparecer em outras partes do corpo também.

Estas manchas são denominadas melasmas e podem surgir devido principalmente à exposição solar, mas também podem estar relacionadas à uso de medicamentos, à predisposição genética, a hepatopatias, e ao uso de anticoncepcionais.

Os melasmas ou cloasmas, podem surgir a qualquer momento, e não apenas na gestação. Isso porque, além de serem hereditárias, são desencadeadas por alterações hormonais e exposição ao sol e ao calor. Logo, um simples cisto no ovário ou a mudança de anticoncepcional, por exemplo, podem fazer com que elas pintem a pele. No rosto, são frequentes nas protuberâncias ósseas. “E a grande quantidade de hormônios da gestação estimula as células responsáveis pela pigmentação, tornando-as hiperativas”.

melasma na gravidez

Foto: www.euroresidentes.com

Manchas na pele durante a gravidez

Quando estas manchas surgem na gravidez, são chamadas de cloasma gravídico e estão relacionadas à fatores hormonais.

Durante a gravidez, há um estímulo maior para a liberação do hormônio melanócito-estimulante, que produz melanina—o pigmento da pele. O mais comum é que as marcas surjam a partir do fim do terceiro trimestre de gestação, quando o nível dessas substâncias se estabiliza. Mas nem toda mulher que ficar grávida irá desenvolver melasma.

O melasma é hereditário, portanto, é bom investigar se sua mãe, avó ou tias apresentaram escurecimento de pele durante a gravidez. Em caso positivo, é preciso redobrar a proteção solar nessa época, pois a exposição ao sol pode desencadear ou agravar o problema. Vale consultar seu dermatologista e pedir um protetor solar indicado para o seu tipo de pele. Além disso, evite entrar em locais muito quentes e fechados, como um carro exposto ao sol durante muito tempo – isso também pode intensificar o quadro.

É possível tirar ou tratar o melasma?

Sim, pode-se tratar tanto durante como após a gravidez. Pesquisas mostram que a deficiência de ácido fólico pode favorecer o surgimento de manchas. Por isso, capriche no consumo de ácido fólico nos alimentos (como grãos integrais e verduras escuras) e tomando um suplemento (se for indicado por seu ginecologista).

Os médicos são unânimes quando dizem que a melhor maneira de prevenir manchas na pele durante a gravidez é utilizar protetor solar, bonés ou chapéus sempre que houver exposição aos raios UVA e UVB. A mulher deve sim tomar banho de sol durante a gestação, mas com atenção ao horário correto: até as 10h e após as 16h. E lembre-se que cada mulher tem uma pele específica e a melhor pessoa para definir qual é o protetor solar adequado é o médico.

Leia também: Dicas para cuidar do rosto na gravidez durante o inverno

Além da exposição ao sol, o anticoncepcional é outro fator que favorece o aparecimento das manchas de uma maneira geral. Anticoncepcionais ou tratamentos com hormônios favorecem o surgimento do melasma porque eles estimulam a produção de melanina.

melasma na gestação

Foto: Skinneymedspa

O tratamento depende do grau de acentuação das manchas e deve ser iniciado após a amamentação. Peelings, sessões de laser, cremes e óleos são aliados no combate às manchas.

Pode-se usar também substâncias clareadoras nos cremes de uso caseiro. Sempre que possível, a associação de tratamentos ajuda a obtenção de um resultado melhor. Existem peelings que podem ser feitos em gestantes.

A mulher deve também evitar o uso da cera quente. Pode haver piora das manchas, principalmente no buço, pois quando exposto ao sol, com o suor, é o primeiro local a perder o protetor solar.

Avalie esta matéria!

  • Adicione um comentário

    *