Dar bronca no filho, certo ou errado?

Todos os pais, mas principalmente os de primeira viagem, ficam bastante inseguros quanto às broncas.

Afinal, elas fazem bem ou não fazem parte da maneira mais adequada de se educar uma criança?

A educação dos bebês pequeninos

Quando os bebês são ainda pequeninos, a tarefa dos pais é mantê-los seguros e protegidos. Ainda, estimulá-los a começar a aprender as primeiras lições, como falar e engatinhar.

Mas, já começa aqui a responsabilidade de mostrar o que é certo e o que é errado. Por exemplo, se o bebê tentar colocar coisas que não deve na boca ou puxar fios e colocar os dedinhos na tomada, é preciso repreender dizendo, de maneira firme, que ele não deve fazer nada disso.

Logo em seguida, leve o pequeno para outro lugar, para realizar outra atividade.

Leia ainda: Como aumentar a auto estima durante a gestação

Foto: drpaterno.blogspot.com

Foto: drpaterno.blogspot.com

Nada de gritar e bater

Repreender e explicar o que é certo e o que é errado. É assim que os pais devem agir na hora de educar seus filhos. Bater e gritar não são os caminhos adequados, e podem ainda causar danos físicos na criança e medo.

Se você ficar muito nervosa com alguma atitude da criança, coloque-a em um lugar seguro, como o quarto ou berço, e permita-se um minuto para recuperar a calma

Casa segura para seu bebê

Com a chegada do bebê, os pais precisam se certificar de que a casa é segura o suficiente para os pequenos, o que vai até mesmo evitar broncas.

Tampe as tomadas, retire do alcance os objetos perigosos, não deixe fios à mostra, evite toalhas longas nas meses (para que não sejam puxadas).

Lembre-se que as crianças são muito curiosas e que ainda não reconhecem o que representa perigo, portanto é você quem precisa se atentar a tudo isso.