Como saber se o bebê está com frio ou calor

You are currently viewing Como saber se o bebê está com frio ou calor

Os pais, principalmente os de primeira viagem, acham esta questão muito complicada: afinal, como saber se o bebê está com frio ou com calor?

Os pequenos, de maneira geral, não sentem tanto mais frio quanto as crianças maiores e os adultos. Por outro lado, precisam estar bem aquecidos para manter a temperatura corporal.

Se por um lado roupas e cobertas de menos fazem mal, roupas e cobertas de menos também são prejudiciais. Não raros são os casos de bebês que acordam chorando durante noite pois estão se sentindo cobertos demais. Veja a seguir algumas informações importantes sobre o assunto que vão possibilitar maiores cuidados com o bebê:

 Leia ainda: Toxoplasmose na gestação, o que é?

Frio ou calor?

Os recém-nascidos têm, na maioria das vezes, as mãos geladinhas. Se elas estiverem quentes pode significar que o bebê está com calor. Se além das mãos, o pescoço e os braços do bebê estiverem frios, quer dizer que ele está mesmo com frio e precisa ser agasalhado.

Mais do que isso, leve a criança para um local quentinho, pois os agasalhos podem demorar um pouco para deixá-los aquecidos.

Fique muito atenta a pescoço, orelhas e mãos suadas, que podem indicar que o bebê está aquecido demais, o que pode ser perigoso. Bebês agasalhados demais tendem a ficar irritados também.

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Referências

Os primeiros lugares a serem verificados são sempre mãos e pés, mas as extremidades tendem a estar mais geladas que o restante do corpo, por isso tome como referência os braços e o pescoço.

Como vestir o bebê corretamente?

Uma maneira de acertar na hora de vestir o bebê é sempre deixá-lo com uma camada de roupas a mais do que os adultos. Por exemplo, se você estiver com uma blusa de manga, coloque uma camiseta de manga longa no pequeno.

Equipe Gestação Bebê

A equipe de redatores do Gestação Bebê é formada por jornalistas e profissionais convidados de diversas áreas, como pediatria e psicologia.

Deixe uma resposta