Cuidados com produto diet e light durante a gestação

Durante a gestação, o ganho de alguns quilinhos é inevitável. Algumas mulheres, desejando que as mudanças no corpo sejam as menores possíveis, incluem produtos diet e light na alimentação. Mas, será que eles podem oferecer algum risco?

Produtos diet e light fazem mal para as gestantes?

Esta resposta ainda é difícil de ser dada com exatidão. Isso porque os estudos feitos sobre os efeitos destes alimentos para o corpo humano não são realizados com mulheres gravidas. De qualquer maneira, os especialistas alertam que todo exagero pode ser prejudicial.

O que significa diet e light?

Para alguns nutricionistas, a falta de informação sobre estes produtos é o principal erro. Os produtos diet são aqueles que não possuem determinado nutriente, e os light são aqueles que possuem redução de pelo menos 25% de algumas substâncias. Vale lembrar que estes componentes e substâncias não necessariamente são açúcar.

 Leia ainda: Como fazer o bebê passar a dormir na cama

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Leia o rótulo com atenção

Sempre que for comprar um produto diet ou light, leia atentamente ao rótulo. Alguns componentes não são indicados para gestantes, são eles o aspartame ou fenilalanina, a sacarina, o ciclamato, os edulcorantes, a sacarose, o sódio (a ingestão recomendada é de até 150 mg a cada 100g) e gordura hidrogenada.

Quantos quilos é normal engordar?

É normal que a mulher engorde de 9 a 12 quilos durante a gestação.

Controle do peso

O controle do peso é sim fundamental para a saúde da mulher, do bebê e da gestação de maneira geral. Porém, isso deve ser feito por meio de uma alimentação saudável e equilibrada. Frutas, legumes e verduras são muito benéficos. Água e sucos naturais também não podem faltar. Não ficar longos períodos em jejum é outra dica importante.

Com a aprovação e o acompanhamento médico, os exercícios físicos completam a lista de hábitos saudáveis.