Cuidados com o bebê prematuro

You are currently viewing Cuidados com o bebê prematuro

Graças aos avanços da medicina, os bebês que nascem antes dos nove meses, considerados prematuros, conseguem se desenvolver normalmente fora da barriga da mãe, e levar uma vida absolutamente normal. Eles precisam apenas de alguns cuidados, veja quais:

Incubadora e UTI

A incubadora por vezes é necessária, já que o bebê prematuro possui dificuldade para regular sozinho sua temperatura corpora. A UTI nem sempre é necessária, mas quando sim ela tem a função de ajudar em caso de algum problema de saúde específico. O bebê pode ainda não ter nenhum problema de saúde mas ir para a UTI, é que a unidade intensiva é a melhor opção para um ser que pouco desenvolveu suas defesas.

 Leia ainda: Gravidez de trigêmeos, cuidados

Bebê prematuro em casa

Quando o bebê prematuro vai para casa, alguns cuidados continuam necessários. É preciso respeitar o tempo de maturação, então o pequeno não deve receber estímulos em excesso, como brincadeiras, toques e sons.

Mesmo após deixar o hospital seu sistema imunológico é frágil, e sua higiene precisa de atenção. O pequeno não deve receber muitas visitas no início – pessoas doentes, com gripes por exemplo, devem esperar a recuperação total para a visita. Casa arejada e limpa e utensílios esterilizados.

A criança deve ficar em um ambiente calmo e silencioso.

Alimentação

O estômago ainda é pequeno nos bebês prematuros, por isso eles se alimentam pouco e várias vezes ao longo do dia. Eles precisam do estímulo, mas não devem ser forçados a mamar.

Banhos

Os bebês prematuros podem tomar banho em dias alternados. Verifique sempre a temperatura da água. Mãozinha, rosto e orelhas podem ser limpos com pano úmido.

Os bebês podem chorar nos primeiros banhos, então procure acalmá-los.

Sono

O ambiente para o sono deve ser igualmente tranquilo, mas é importante que haja sempre um adulto por perto.

Equipe Gestação Bebê

A equipe de redatores do Gestação Bebê é formada por jornalistas e profissionais convidados de diversas áreas, como pediatria e psicologia.

Deixe um comentário