Como proteger o bebê dos germes

Se tem uma coisa que preocupa os pais são os germes. Por isso, eles cuidam para que o ambiente esteja sempre limpo e para que adultos só cheguem perto do bebê com as mãos bem limpinhas. Além disso, a chupeta que cai no chão vai imediatamente ser lavada. E o mesmo vale para a mamadeira e para a fraldinha. Mas afinal, o que é cuidado e o que é exagero? Como proteger o bebê?

Sem exageros

Os germes realmente estão presentes no ambiente e nos organismos humanos, onde são necessários para a proteção contra ameaças graves. O que os pais não devem é agir com exagero, já que os pequenos precisam ter contato com o ambiente externo e com outras crianças. Ao começar a engatinhar a criança passa mãos e joelhos pelo chão, com o surgimento dos dentinhos os brinquedos vão imediatamente à boca… todo esse contato e exposição são necessários para o desenvolvimento do bebê e para o fortalecimento de seu sistema imunológico.

Leia ainda: Como cuidar da asma durante a gravidez

Foto: Veja.

Foto: Veja.

Cuidados que os pais precisam ter

Quanto menor for o bebê, maiores devem ser os cuidados dos pais. Até os oito meses de idade, os pais devem lavar as mãos toda vez que forem pegar seus filhos e sempre que forem oferecer algum alimento ou objeto. Depois da troca de fraldas, as mãos devem ser novamente higienizadas para evitar que bactérias presentes na urina e fezes se espalhem. Uma ideia interessante é colocar uma embalagem de álcool em gel na entrada do quarto do bebê. Assim, você terá a certeza de que até mesmo as visitas entrarão com as mãos higienizadas.

Depois dos oito meses, o sistema imunológico já está mais fortalecido. Mas mesmo assim é preciso lavar chupetas e mordedores cerca de três vezes ao dia, limpar o chão com maior frequência e não entrar em casa com sapatos sujos.


  • Add Your Comment