Como evitar cãibra na gestação

As cãibras são bastante comuns durante a gestação, e na maioria das vezes não significam que há algo errado. Esta incomoda sensação ocorre com maior intensidade principalmente no segundo e terceiro trimestres, e acometem geralmente as pernas, pés e costas.

O que causam as cãibras?

As cãibras podem ser causadas por diversos motivos. O primeiro é decorrente da pressão que o crescimento do bebê provoca no sistema circulatório da mulher. O segundo acontece pela falta de minerais como cálcio e potássio. Outros são o excesso de peso e a falta de exercícios físicos.

Uma causa mais grave deve-se a um distúrbio chamado hidro-eletrolítico, que está relacionado à alteração de sódio, potássio e cálcio. Neste caso, o problema vem associado a sintomas mais graves como vômitos insistentes e difíceis de controlar. Além das cãibras, o hidro-eletrolítico pode causar também desidratação e parto prematuro, por isso um médico deve ser consultado com urgência para avaliar o quadro.

 Leia ainda: Dicas para aliviar o calor durante a gestação

Como evitar?

Para evitar as cãibras, a hidratação é o primeiro passo. A gestante deve ainda se preocupar em ter uma dieta saudável e balanceada, rica em cálcio e potássio – presentes em banana, tomate, leite e derivados.

Caminhadas e alongamentos também diminuem a incidência das cãibras. Evite ficar sentada de pernas cruzadas por muito tempo. Se você costuma trabalhar assim, de tempos em tempos levante e faça uma caminhada.

Até mesmo a postura pode interferir nas cãibras, por isso a mulher deve ficar sempre ereta e, se sentada, colocar os pés no chão.

A mulher pode ainda dormir com os pés levemente elevados para facilitar a circulação. Os sapatos de salto devem ser evitados, prefira os mais confortáveis.

Quando sentir cãibra, o melhor é realizar uma massagem leve e estender a perna e flexionar os dedos dos pés e tornozelo para cima.