Como descobrir se o bebê tem refluxo?

Segundo especialistas, a maioria dos bebês possui refluxo em seus primeiros meses de vida. Em outros casos, o problema é confundido com as cólicas. O fato é que o refluxo pode causar grande desconforto ao bebê. Por outro lado, pais atentos podem ajudar seus filhos. Então, veja a seguir quais são os vários sintomas do refluxo:

O refluxo em bebês

Ao nascerem, todos os bebês possuem refluxo, seja em menor ou maior grau. Trata-se do refluxo fisiológico, que ocorre porque o sistema digestivo do pequeno ainda não está totalmente formado. Este tipo de refluxo acaba naturalmente conforme o bebê vai crescendo e seu sistema digestivo amadurece. Em alguns casos os médicos podem receitar remédios, como antiácidos e anticinéticos, mas somente quando for estritamente necessário, já que alguns dos efeitos colaterais são cólicas, irritação e sono agitado.

Leia ainda: Com que idade o bebê pode ir à praia?

Sintomas do refluxo

O sintoma mais comum que indica que o bebê possui refluxo é a volta do leite após a mamada. Porém, este não é o único. Alguns outros são tosse, dificuldade para respirar, chiado no peito, choro excessivo, irritação, agitação, dificuldade para dormir. Em outros casos a irritação no estômago causada pelo refluxo faz com que o bebê rejeite qualquer alimento.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Casos mais graves

Além do sistema digestivo imaturo, outros fatores podem provocar o refluxo. Quando eles acontecem, o bebê continua apresentando o problema mesmo após o avançar dos meses, após o sexto mês de idade. Nestes casos, os sintomas são acentuados e incluem vomito, expulsão de leite com frequência e em grandes quantidades, choro e irritação constantes, dificuldade para dormir, apneia, pneumonia, crises de asma, dores de ouvido, problemas para respirar.

È comum que diante destes sintomas os bebês possuam algum problema ou malformação do sistema digestivo. Caso isso se confirme, o bebê deverá fazer um acompanhamento médico e usar medicamentos ou cirurgia.