Como congelar a papinha do bebê sem perder nutrientes

Congelar as papinhas é um procedimento que torna muito prática a vida das mamães. Tendo que cuidar de tantas coisas, ter um pouquinho mais de tempo na hora das refeições da criança faz toda a diferença. Mas, é preciso ter cuidado para fazer tudo certinho, já que é fundamental que a papinha congelada conserve todos os nutrientes dos alimentos utilizados. Quer saber como fazer? Veja a seguir algumas dicas:

O primeiro passo é esfriar a papinha

Para ser congelada, a papinha não pode estar quente. Sendo assim, é necessário esfriá-la. Se o resfriamento for feito naturalmente, a papinha pode perder a textura dos alimentos que a compuseram. Para evitar que deixe de ficar atraente para os pequenos, coloque a panela, assim que a comida ficar pronta, dentro de um recipiente com gelo.

Leia ainda: Quantos banhos o bebê precisa por dia?

Armazenando

Depois de esfriar a papinha, chegou a hora de armazená-la. Para isso, utilize potes plásticos pequenos – eles devem armazenar apenas uma refeição. Feche-os corretamente para não deixar contato com o meio externo e leve ao freezer ou congelador, que deve ficar com temperatura minima de 18ºC.

Foto: 4.bp.blogspot.com.

Foto: 4.bp.blogspot.com.

Hora de comer

Lembre-se de descongelar a papinha com antecedência para o seu bebê – o processo, sem qualquer ajudinha, leva até seis horas. Na noite anterior à refeição, você pode retirar o potinho do freezer e colocá-lo na geladeira. Se preferir, retire-o e deixe-o à temperatura ambiente, sobre a pia ou mesa da cozinha. O ideal é que na hora de esquentar a papinha, ela já esteja completamente congelada.

Esquentando

A melhor maneira de esquentar a papinha é no banho-maria, mas você também pode utilizar a praticidade do microondas ou colocar a comida direto na panela. Depois disso, espere esfriar um pouco e verifique se a temperatura já está adequada para o paladar infantil. É só servir.


  • Add Your Comment

    *