Com quantos meses o bebê pode tomar banho de piscina?

A natação nessa primeira fase da vida é muito recomendada pelos pediatras, por apresentar inúmeros benefícios.

Quanto mais cedo houver contato da criança com a piscina, melhor. Veja os motivos:

  • A natação fortalece a região torácica, além do diafragma, partes do corpo essenciais para manter a boa respiração da criança.
  • A prática de atividades na piscina ajuda na troca de oxigenação, prevenindo problemas com a saúde.
  • Produz maior repertório motor.
  • Possibilita aquisição de habilidades.
  • A natação é muito indicada para crianças com asma e bronquite, por exemplo, e também ajuda a evitar alguns problemas.
  • Na piscina a relação entre mãe e filho se estreita ainda mais. O carinho e contato constante durante essa atividade com a água transmite à criança maior autoconfiança, além de boa interação social, já que nesse momento vários músculos e sentidos estão sendo estimulados.

    Foto: Mumsintheknow

    Foto: Mumsintheknow

Embora essas sejam grandes vantagens, é preciso alguns cuidados na hora de deixar o bebê na piscina, como:

  • Verificação do cloro, com a constatação do PH neutro.
  • Temperatura da água – o indicado é com 26°C.
  • Uso de tampão moldável no ouvido da criança (este é um acessório que evita que a água entre na cavidade do ouvido).

E se o bebê for alérgico?

Se seu filho tiver algum problema com alergias, o cloro pode prejudicar a pele e a região dos olhos, isso pode ser facilmente percebido pela vermelhidão da região. Caroços ou manchas também podem indicar alergia ao cloro ou sensibilidade, nesse caso será preciso avaliar se o problema está associado ou se existem outras razões para esses sintomas.

Leia também: Natação: Vantagens do bebê praticar essa atividade

Caso de fato seu filho seja alérgico, você pode optar por piscinas que apenas recebam tratamento de sal ou ozônio. Que são melhores para a pele do bebê.

Ele deve usar boia?

Depende, a boia pode transmitir certa confiança para a criança, mas também limita seus movimentos, portanto, se puder intercalar, é melhor.

Qual a idade certa para seu filho tomar banho de piscina?

Chegamos então ao X da questão. Os especialistas indicam que quanto mais cedo a criança possa ter contato com a piscina, melhor será o benefício da prática para a criança, no entanto, é preciso considerar outros fatores de segurança – como a questão da idade e a imunidade.

Portanto, a recomendação é que somente a partir dos 6 meses a criança pode tomar banho de piscina e/ou fazer natação. Isso se deve ao fato da criança já ter tomado parte das vacina e estar melhor desenvolvida.