Search

Coçar a barriga durante a gravidez dá estrias?

Enquanto algumas mulheres são mais conformadas quanto ao aparecimento de estrias, para outras grávidas isso pode significar muito estresse

Muitas mulheres acham que coçar a barriga durante a gravidez dá estrias, mas será que isso é verdade ou é apenas mito? Coçar a barriga durante a gravidez dá estrias?

Associar o fato de a grávida coçar a barriga com o aparecimento das cicatrizes é um mito, já que o que acontece é que primeiramente começam a surgir as estrias, e depois, por conta delas, aparece a coceira.

Nesta fase da vida, qualquer preocupação que você tenha a menos será um alivio enorme, e, por isso, pode acreditar que coçar a barriga não provoca o aparecimento delas.

Coçar a barriga durante a gravidez dá estrias?

barriga coçando é sinal de estrias

As cicatrizes surgem por diversos fatores, e, dentre eles, a hereditariedade, por isso algumas mulheres têm estrias na gravidez e outras não.

Mas não se sinta mal se só você dentre as suas amigas grávidas tem as cicatrizes, porque pesquisas já demonstraram que, aproximadamente, 90% das mulheres vão ter este problema durante a gravidez.

Elas também podem estar associadas ao estilo de vida da gestante, pois mulheres que não hidratam a pela ou que não cuidam da alimentação tem maior chance de desenvolver este problema.

   

Também há uma chance menor de que elas apareçam em mulheres de pela mais escura do que em mulheres de pele branca.

Receba notícias do Gestação Bebê. É grátis!

messengerFacebook Messenger

Tudo sobre gravidez e filhos pelo chatbot do Gestação para o Facebook Messengergestação botao

O que causa as estrias durante a gravidez?

Elas acontecem quando seu corpo cresce muito rápido e a pele não consegue acompanhar, então acontece o rompimento da derme e o surgimento da cicatriz.

E quanto mais você engorda durante a gravidez, maior é a probabilidade de ter estrias, especialmente nos seios e na barriga, que são as áreas que mais crescem.

Mas elas podem surgir também nas coxas, no quadril e nas nádegas, sendo inicialmente vermelhas e gradualmente tornando-se cinzas ou brancas.

Coceira na barriga de grávida é sinal de estrias?

Foto: Bailamama

Como evitar as estrias?

Cada uma encara as cicatrizes de uma forma diferente, mas boa parte das grávidas gostaria de diminuir a possibilidade de incidência delas, por isso seguem algumas dicas a seguir:

1) Use um creme hidratante ou óleo corporal diariamente

Existem diversas formas de evitar o problema, e o principal é a hidratação da pele.

Não precisa ser um creme caro, basta um óleo ou creme hidratante da farmácia que já vai fazer o efeito desejado.

Além disso, hidratar a pele vai te ajudar a lidar com a coceira e a pele seca.

2) Coma alimentos com vitamina C



A vitamina C é ótima para a pele e auxilia a evitar as cicatrizes.

Dentre os alimentos com esta vitamina estão muitas frutas como laranja, morango e limão, além de verduras como a couve e o brócolis.

Leia mais: Produtos que as famosas usam para prevenir estrias na gravidez

Coçar a barriga durante a gravidez dá estrias?

Foto: Beautifully Alive

3) Cuidado com o seu peso

Tente ao máximo controlar seu peso durante a gestação, pois quanto mais você engordar, maiores são as chances de ter estrias.

Lembre-se que estar grávida não significa, necessariamente, comer por dois, afinal, equilíbrio é fundamental.

4) Deixe para procurar tratamentos depois da gravidez

Quando você for conversar com seu médico dermatologista depois que o bebê tiver nascido, pergunte qual é a melhor solução para as estrias.

Ele pode te possibilitar fazer um tratamento a laser, ou utilizar algum outro método eficiente na remoção das cicatrizes.

Obviamente que esta escolha somente pode ser feita depois do parto, pois qualquer tratamento agressivo pode fazer mal ao feto.

Portanto, coçar a barriga não causa estrias, mas é importante que você fique atenta, pois este pode ser o sinal de que elas estão surgindo.

Caso você deseje saber mais detalhadamente o que pode fazer para combater as estrias durante a gravidez, o mais aconselhável é conversar com um médico dermatologista.

Avalie esta matéria!

- Publicidade -

- Publicidade -




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*