Sinais de estomatite no bebê

A estomatite é um problema que pode acometer os bebês. Eles sentem dores, incomodo e não têm vontade de se alimentar. Diante disso, o que fazer? Como lidar com a situação?

O que é estomatite?

Estomatite é uma infecção causada pelos vírus Herpes ou Coxsakie. Ela é caracterizada por pequenas lesões na boca e garganta, as aftas, e consequente dor nestes locais. O problema pode se manifestar em adultos e crianças, mas nos pequenos os sintomas são mais sentidos devido à fragilidade do bebê.

Leia ainda: Cuidados básicos para evitar um parto prematuro

As lesões

As lesões têm o centro amarelado e as extremidades avermelhadas – inflamações podem ocorrer facilmente, inclusive com sangramento. Além de toda a boca e garganta, as aftas podem aparecer ainda na parte interna das bochechas e gengivas.

Sintomas

Os principais sintomas da estomatite são febre, irritabilidade, mal estar, diminuição do apetite e dor e dificuldade para mastigar e engolir alimentos. Mau hálito e gânglios do pescoço inchados. Apesar dos sintomas, as estomatites não costumam ser muito graves.

Tratamento

Para o tratamento, o pediatra do bebê deve ser consultado. Ele saberá que medicamentos são seguros e indicados. Na maioria dos casos, analgésicos e antitérmicos controlam a dor e a febre. Apesar da dor, a limpeza da boca deve ser realizada, isso ajuda a deixá-la um local mais limpo e menos propício para o desenvolvimento do vírus.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

A alimentação

As lesões e a dor vão fazer com que a criança não queira se alimentar. Mas, é fundamental mantê-la hidratada, já que a desidratação ocorre facilmente em crianças pequenas. Ofereça líquidos gelados e nada ácidos. Quanto à alimentação sólida, experiente também oferecer alimentos leves e frios, sem muito tempero – purês, iogurte, sorvete.

Recuperação

A recuperação acontece no período de uma semana a dez dias. Porém, o problema pode voltar a acontecer outras vezes ao longo da vida da criança.