O que o bebê menor de 1 ano não deve comer

As crianças, após os seis primeiros meses de vida, deixam de se alimentar apenas de leite materno para começar a variar o cardápio. Papinhas, frutas, sucos… a verdade é que elas geralmente possuem muito apetite e disposição para experimentar novos sabores.

Quando completa um ano de vida, o bebê tem aproximadamente o triplo do peso de seu nascimento, e a alimentação saudável é fundamental para que ele continua crescendo e se desenvolvendo. Ao oferecerem ao pequeno novos alimentos, os pais devem ficar atentos para saber o que possuem de bom, ou se não agregam qualquer benefício à saúde.

Alimentos não recomendados para bebês de até 1 ano

Existem alguns alimentos que não oferecem nutrientes aos bebês, e outros que acabam ainda dificultando a absorção de vitaminas e minerais. Todos os que pertencem a esta lista devem ficar longe do cardápio do bebê.

  • Açúcar refinado: durante o refino do açúcar, ele perde a maioria de seus nutrientes e minerais. Sendo assim, evite oferecer a seu filho. Algumas opções para a substituição são as frutas secas e o açúcar mascavo.
  • Corantes: os corantes servem apenas para tornar alguns alimentos mais atrativos. No mais, podem causar alergias.
  • Enlatados: os alimentos enlatados costumam possuir uma quantidade muito grande de sal, além de aditivos e conservantes que podem fazer mal ao estômago.
  • Crustáceos: os crustáceos possuem alto potencial alérgico, por isso não devem ser ingeridos até os três anos de idade.
  • Refrigerante: os refrigerantes impedem a retenção de cálcio, e não devem ser oferecidos aos pequenos. Substitua a bebida por sucos naturais.
  • Margarina: a margarina não possui nutrientes para o bebê. Substitua por manteiga, mas também em pouca quantidade.
  • Mel: o mel pode conter a bactéria botulínica, e como o sistema digestivo ainda não está completamente formado pode haver diarréia e outros problemas.

Avalie este conteúdo!