Gestação após um câncer de mama

O diagnóstico do câncer de mama é, sem dúvida, uma triste noticia para as mulheres. Mas, com ele muitas vezes vinha outra péssima notícia: a de que não seria possível engravidar. Pois um estudo recente mostra que isso não passa de um mito e que as mulheres que tiveram câncer de mama podem sim realizar o sonho de derem mães.

Leia ainda: Como ganhar dinheiro durante a gravidez?

Mulheres curadas do câncer de mama podem engravidar

Antigamente acreditava-se que mulheres que haviam tido câncer poderiam ter problemas para engravidar ou que não engravidar era uma maneira de evitar que o câncer voltasse, já que as células cancerígenas crescem a partir dos hormônios, que circulam aos montes pelo corpo da mulher que espera um bebê. Sendo assim, muitos médicos orientava suas pacientes a não engravidar. Porém, mulheres que acabaram engravidando por descuido após a cura do câncer começaram a relatar total normalidade na gestação, parto e saúde do bebê.

Estes resultados e diagnósticos foram reunidos pelo médico egípcio Hatem Azim. De acordo com o médico, mulheres curadas do câncer de mama que engravidam não possuem maiores chances de reaparecimento da doença do que as demais pacientes.

Câncer de mama durante a gestação

A ocorrência do câncer de mama durante a gestação é bastante rara, entre 1% e 2%. Nestes casos, várias alternativas e tratamentos podem fazer com que a gestante leve sua gravidez adiante, dando a luz a um bebê saudável.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Quanto tempo esperar após a cura?

Os médicos recomendam que a mulher espere cerca de dois anos após a cura de seu câncer de mama para engravidar. É que é neste período que ocorre o maior número de reincidência da doença. De qualquer maneira, consulte seu médico e converse com ele sobre seu desejo de ser mãe. Ele vai orientá-la da maneira correta.