Pretende adotar um bebê em 2020? Veja como proceder

Pretende adotar um bebê em 2020? Veja como proceder:

Se você está considerando ter um filho (a) por meio de adoção, este texto irá te ajudar a esclarecer tudo que você precisa saber sobre o processo.

Antes de tudo, certifique-se de que você está se envolvendo por razões apropriadas e que você tem expectativas realistas para a adoção.

Ao considerar se a adoção é uma boa escolha para você, pense em aspectos importantes da sua vida que serão afetados por essa decisão (tanto os benefícios quanto os desafios).

Entre em um momento de reflexão e comece a sua jornada sabiamente.

Primeiros passos para adotar um bebê

A primeira coisa que você precisa fazer para adotar um bebê é ir à Vara de Infância e Juventude da sua cidade e se informar a respeito dos documentos necessários.

Geralmente, são exigidos carteira de identidade, CPF, comprovante de residência, certidão de casamento ou nascimento, comprovante de rendimentos e atestado médico comprovando sanidade física e mental além de certidão cível e criminal.

Além de ser maior de 18 anos (idade mínima para se adotar uma criança), você precisa ter, no mínimo,16 anos a mais que a criança a ser adotada, independentemente do seu estado civil.

adotar um bebê em 2017

A adoção é um processo complexo. Você deve conhecer todas as etapas antes de começar.

O processo de adoção

1ª fase do processo: Petição jurídica

A segunda coisa a ser feita é dar entrada no pedido de adoção. Para isso, você precisará de um documento escrito por um defensor público ou advogado solicitando sua inscrição no processo de adoção.

Quando esta petição for aprovada pelo cartório da Vara de Infância e Juventude seu nome será incluído nos cadastros como pretendente à adoção.

2ª fase do processo: curso e entrevista

Em seguida você deverá fazer um curso preparatório para adoção e participar de uma avaliação psicossocial que consta de entrevista e visita domiciliar.

Nesta fase você será questionado (a) a respeito do perfil da criança desejada – incluindo dados como sexo, idade, condições de saúde, entre outros.

O resultado dessa etapa é encaminhado ao Ministério Público assim como para o juiz da Vara de Infância e Juventude que dará sua sentença. Seu nome será então inserido na fila de adoção, permanecendo válido por dois anos.

Leia mais: Apadrinhamento afetivo: como funciona?

3ª fase do processo: espera de chamada e encontro

Quando aparecer uma criança com perfil compatível ao do seu interesse você receberá um comunicado (a) e poderá conhecê-la.

4ª fase do processo: guarda provisória e período teste

Se tudo correr bem, a criança será então liberada e você terá que entrar com o pedido de guarda provisória, cuja validade é até a conclusão do processo de adoção. Nessa etapa, a criança já passa a morar com a nova família.

A equipe representante da Vara de Infância e Juventude continuará realizando visitas periódicas até apresentar uma avaliação definitiva.

quero adotar um bebe 2017

Foto: ProvidencePlace

Aprovação conclusiva da adoção

Ao final do processo, o juiz responsável pronuncia a sentença de adoção e estabelece o novo registro de nascimento, constando o sobrenome da nova família. Neste instante, a criança passará a ter todos os direitos de um filho biológico.