Search

Corrimento Marrom: o que é, como identificar e quando se preocupar

Há ocasiões onde o corrimento marrom pode ser o sinal de uma dilatação do colo do útero, sendo causado devido à presença de sangue e secreções

O surgimento de um corrimento marrom na gravidez deve ser motivo de atenção pois, apesar de nem sempre ser motivo de preocupação, pode indicar algum tipo de problema que precisa do tratamento adequado.

Você sabe em quais situações o corrimento marrom é normal? Corrimento marrom é sinal de gravidez?

Por isso, é fundamental prestar atenção se o corrimento aparece junto a outros sintomas, como coceira, odor forte e ardência. Saiba por quê.

 

O que é um corrimento marrom?

O corrimento de cor marrom pode surgir no início ou final da menstruação, o que é causado pela eliminação de tecidos e presença de sangue coagulado.

Já o corrimento marrom na gravidez pode ser o sinal de que o embrião se implantou no útero, o que causa uma pequena descamação na parede uterina.

   

O corrimento amarronzado também pode significar:

Receba notícias do Gestação Bebê. É grátis!

messengerFacebook Messenger

Tudo sobre gravidez e filhos pelo chatbot do Gestação para o Facebook Messengergestação botao

  • Mudança do pH da região por causa da gravidez;
  • Pequeno sangramento ocasionado por esforço físico;
  • Risco de aborto;
  • Gravidez ectópica;
  • Infeção do colo uterino;
  • Atrofia vaginal.

Corrimento marrom na gravidez: é normal?

O corrimento marrom na gravidez pode ser algo normal, onde não há a necessidade de a mulher se preocupar.

Apesar disso, é bom ficar atenta, pois pode indicar uma alteração no equilíbrio do pH na região da vagina, aumentando os riscos de uma infecção.

Apesar de não oferecer grandes riscos para a saúde da mãe ou do bebê, é importante avisar o ginecologista nesse caso.

Corrimento marrom claro ou escuro

O corrimento marrom claro pode ter como causa o óvulo que se implantou no útero, o que causa um leve sangramento.

Isso é comum no início da gestação e tem duração de 1 a 3 dias, não oferecendo risco algum.

sangramento marrom no inicio da gravidez

Porém, se vier acompanhado de irritação, cheiro forte e ardência na hora de urinar, pode significar uma vaginose bacteriana, que deve ser tratada.

Outro fator que resulta no corrimento amarronzado e claro é o uso de sabonete na região íntima em excesso, o que pode causar um desequilíbrio na flora vaginal.

O corrimento de cor mais escura tem como causa uma maior presença de sangue. O motivo desse corrimento pode ser por conta de feridas localizadas no colo do útero, além de haver a possibilidade de ter como causa infecções ou inflamações uterinas.

Corrimento marrom antes e depois da menstruação 

Quando o corrimento marrom se apresenta antes ou logo após a menstruação, não há motivos para se preocupar.

As causas para isso são normais, já que o ciclo menstrual é a eliminação de um óvulo maduro e implica na eliminação de tecidos.

O corrimento marrom nesse caso, é o resultado da eliminação de sangue coagulado e tecido, ainda ligados à menstruação.

Esse corrimento pode durar até 3 dias e ser considerado dentro dos padrões de normalidade.

Corrimento marrom com sangue

Corrimento marrom com sangue pode indicar ainda “restos” de menstruação ou, no caso de uma gravidez confirmada, pode indicar que a gestante fez alguma atividade mais puxada do que deveria.

Contudo, sabemos que a gravidez é um momento delicado e que deve ser tratado com toda a precaução possível.

Mesmo que o corrimento seja fruto de uma relação sexual, da gravidez ou uma caminhada mais demorada, não custa nada ter um diagnóstico de quem entende do assunto.

Então, nesse caso, o ideal é conversar com seu obstetra a respeito do corrimento para que ele a oriente a respeito das possíveis causas ou, se preciso for, encaminhá-la para um exame adequado.

Corrimento marrom com cólica 

Assim como no caso de corrimento com sangue, o corrimento marrom acompanhado de cólica pode ser por conta do final do ciclo menstrual ou, numa gestação em curso, significar um esforço demasiado pela mulher.

Em muitos casos como esse, além do corrimento marrom (indicando a presença de sangue) existe também a famosa e incômoda cólica.

Como a gestação é um período de abstinências (de corridas, pegar peso, comer tudo o que vê pela frente e às vezes, até abstinência sexual) passar dos limites pode trazer consequências desagradáveis.

Quando existe sangramentos, cólicas e corrimento marrom por vários dias, é sinal de que tem algo de errado.

Você precisa repousar, desacelerar, se alimentar bem e consultar o seu obstetra sempre que algo parecer fora do lugar.

Com cheiro ou sem cheiro

O corrimento sem cheiro é considerado comum e sua espessura varia de acordo com o período fértil da mulher. Quando o corrimento se torna mais elástico, indica que a mulher está mais próxima da ovulação.

Já o corrimento com cheiro forte, que se assemelha ao de “peixe estragado”, pode ser notado ao final da menstruação ou ter como causa uma infecção vaginal.

Por esse motivo, o recomendado é avisar o ginecologista caso o corrimento com cheiro forte apareça sem ter como causa o fim do período menstrual.

corrimento marrom claro

É possível que ele seja provocado por conta do uso de anticoncepcionais ou por problemas de saúde, como a candidíase ou tricomoníase. (Cyberpot)

Corrimento marrom pode ser gravidez à vista?

Embora não seja o sintoma mais comum de gravidez, o corrimento marrom pode indicar uma possível implantação do feto no útero.

Geralmente, essa ação provoca um corrimento mais puxado para o rosado, mas pode se apresentar também na cor marrom.

Como o corrimento marrom tem diversas causas, seu aparecimento isolado de outros sintomas típicos da gravidez (náuseas, enjoos, ou o próprio crescimento do útero, por exemplo) dificilmente caracterizará uma gravidez de fato.



Um exemplo bem típico é quando há uma baixa hormonal no corpo.

Quando o estrogênio prevalece em quantidade sobre a progesterona, essa carência do último hormônio mencionado confere uma cor puxada para o marrom escuro ao corrimento.

O ideal para confirmar uma gravidez nesse caso é recorrer ao exame de sangue Beta HCG para confirmar ou descartar uma gravidez.

Após a relação notei um corrimento marrom, devo me preocupar? 

Isso é absolutamente normal. Isso porque o corpo é repleto de microvasos sanguíneos.

Às vezes esses vasinhos podem romper com muito esforço físico ou com a própria penetração no ato sexual.

Como o corrimento marrom geralmente possui essa cor por possuir traços de sangue coagulado, o mais comum é que a penetração tenha irritado e machucado o colo do útero.

Corrimento marrom tomando anticoncepcional

Outra coisa capaz de alterar a cor da secreção vaginal são os hormônios.

Pílulas do dia seguinte são um exemplo de bomba hormonal, rica em progesterona, que é o responsável por evitar a gravidez.

Como elas antecipam a menstruação, não seria estranho apresentar corrimento marrom após tomar a PDS.

Tanto a interrupção ou o esquecimento de tomar o anticoncepcional como o uso da pílula do dia seguinte, podem ocasionar (na verdade é bem corriqueiro acontecer isso) corrimento marrom.

Sabemos que, nos anticoncepcionais mais comuns – aqueles com ciclo de 21 comprimidos e pausa para menstruação – o que garantirá a proteção é o uso contínuo até finalizar uma cartela inteira.

Só que muitas mulheres acabam esquecendo-se de tomar um ou mais comprimidos e um ou dois dias depois aparece o corrimento marrom.

Mesmo que haja a possibilidade de o corrimento marrom claro indicar gravidez, o mais provável é que a interrupção do anticoncepcional tenha desencadeado uma menstruação precoce.

Nesse caso, o corrimento marrom está apenas “anunciando” que sua menstruação está perto de chegar.

Doenças mais comuns que causam corrimento marrom 

O corrimento marrom pode ser sinal de doenças no sistema reprodutor feminino.

Algumas das doenças que causam corrimento marrom são: doença inflamatória pélvica; irritação do colo do útero; síndrome dos ovários policísticos; câncer de útero e cisto no ovário.

Para cada uma dessas doenças existe um tratamento específico e, a partir do relato dos sintomas o médico irá passar o melhor exame de diagnóstico para saber se realmente há a manifestação da doença.

corrimento marrom aguado

Foto: Babies After

Prevenção 

Para prevenir boa parte dessas doenças, podem ser utilizadas as mesmas estratégias.

Fazer a prevenção regularmente facilita ao ginecologista saber como anda a saúde do sistema reprodutor e evita surpresas desagradáveis no futuro.

Corrimentos em geral podem ser evitados com uma boa higiene íntima; preferência por calcinhas de algodão (permanecem secas por mais tempo); evitar umidade na área vaginal, assim como calças e shorts jeans por muito tempo, pois abafa a região e pode causar a proliferação de bactérias.

No mais, cuidados durante a relação sexual e o uso de preservativo ainda evita outras doenças, como as sexualmente transmissíveis.

Quando procurar um médico?

Quando o corrimento marrom não acontece em nenhuma das circunstâncias citadas acima, ele pode indicar que algo está errado com seu corpo.

Se o corrimento marrom vier acompanhado de coceira, odor forte e dores abdominais, é a hora de procurar um consultório médico.

Por isso, após descartar gravidez e perceber que independente de ciclo menstrual, anticoncepcional ou relação o corrimento persiste por mais de 3 dias, o ideal é procurar um médico ginecologista e fazer uma avaliação.

Tratamento

O tratamento vai variar de doença para doença.

De modo geral, faz-se o exame do Papanicolau ou colposcopia para verificar se há a existência de câncer, e só para essa doença existem diversos tipos de tratamentos: conização, braquiterapia, radioterapia, entre outros.

Como o estágio da doença pode alterar a forma de tratar a doença, o único com propriedade para indicar o melhor tratamento é o médico ginecologista, que, após os exames necessários, vai dar o diagnóstico e apontar os tratamentos adequados para cada caso.

Corrimento Marrom: o que é, como identificar e quando se preocupar
4.3 (85%) 4 votes

- Publicidade -

- Publicidade -




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*