Search
Search
X

Estrias vermelhas na gravidez – Há tratamento? Tem cura?

A desidratação da pele potencializada pelo seu estiramento de forma rápida, como ocorre na gravidez, causa o aparecimento das estrias avermelhadas. Nesta matéria você verá tudo sobre Estrias vermelhas na gravidez: há tratamento? Tem cura?

A pele humana é capaz de esticar e encolher de acordo com o crescimento do indivíduo, pois ela possui propriedades elásticas. Porém, essa flexibilidade é limitada e uma rápida distensão da pele provoca lesões conhecidas como estrias.

 As estrias gravídicas, também chamadas de víbices, são alterações atróficas que traduzem o estiramento das fibras colágenas. Seu aparecimento está condicionado à diminuição da hidratação e ao estiramento da pele. Elas aparecem mais frequentemente no abdômen, nas mamas, nas nádegas e nas coxas. (Alterações na pele durante a gestação).

Foto: Healthadvisorgroup.

Foto: Healthadvisorgroup.

“Durante a gestação, essas estrias costumam ser avermelhadas. Após o parto, a coloração delas muda, e passam a ser brancas”, diz a médica Maria Fernanda Truffa.

O aparecimento das estrias, nas mulheres grávidas, começa, geralmente, a partir do terceiro trimestre, quando o peso da futura mamãe é maior. Contudo, isso não é regra e existem mulheres que não são acometidas.

As estrias podem ser:

Vermelhas: são as mais recentes e, se não cuidadas, assumem a coloração branca. Pode ocorrer coceira no local do aparecimento.

Brancas: são as estrias mais antigas e pode-se dizer que já ocorreu uma atrofia mais intensa das fibras colágenas e elásticas.



Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Atróficas: são consideradas desordens estéticas de difícil resolução e elas apresentam-se com certo relevo em relação à superfície da pele.

Hipertróficas: elas possuem um maior relevo em relação à pele e também podem ser consideradas de difícil resolução.

Tratamento

 As estrias vermelhas podem ser mais facilmente eliminadas com tratamentos mais simples. Por isso, é importante começar os cuidados logo que surjam as primeiras marcas. (Veja dicas caseiras para cuidar da beleza na gestação).

“Para evitar a formação de novas estrias e o agravamento de estrias antigas, recomenda-se que a grávida abuse do creme hidratante e óleo de amêndoas todos os dias”, explica Maria Fernanda.

Já as estrias brancas não possuem tratamento simples, mas existem alguns métodos capazes de amenizá-las e, em alguns casos, podem até sumir por completo. Nesse caso, é ideal que o paciente consulte seu médico para saber qual o possível resultado e quais procedimentos são recomendados.

Existem alguns cuidados que podem ser seguidos pelas grávidas, para evitar o aparecimento das estrias. São eles:

– Evitar o ganho de peso excessivo;

– Beber bastante água;

– Evitar tomar banhos muito quentes, que acabam ressecando a pele;

– Usar sabonete líquido, que não ressecam a pele;

– Aplicar creme hidratante ou óleo de amêndoas sempre após o banho.




Comentários:




6 comentários em “Estrias vermelhas na gravidez – Há tratamento? Tem cura?

  1. Como acabar com estrias

    Ótimo artigo, parabéns! Realmente algumas mulheres sofrem muito com esse problema de estrias e no período da gravidez é ainda mais difícil o controle pois o crescimento/esticamento da pele se dá de forma rápida. Hidratar a pele é muito importante mas nem sempre garante a prevenção, infelizmente. Tratamentos naturais costumam dar bons resultados tanto para tratar qto para prevenir, e de forma segura e econômica. Mais uma vez, parabéns pelo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

!-- Taboola Lateral-->