Como cuidar do umbigo do bebê depois que ele cai

As mães de primeira viagem sempre ficam um tanto quanto assustadas e sem saber o que fazer quando se fala no umbigo do bebê. Muitas crenças e tradições esquisitas também envolvem o assunto, mas saber realmente o que fazer é necessário se informar. Continue lendo abaixo:

Cordão umbilical e umbigo

O cordão umbilical fazia a ligação entre mãe e bebê no que se referia a oxigênio e alimentação.

Quando o bebê nasce, seu cordão umbilical é cortado, mas uma parte dele, que mede de 2 a 3 centímetros ainda fica, o chamado “coto”. Após algum tempo, o “coto” vai secar e cair – entre 10 e 21 dias. Caso o “restinho” do cordão demore mais do que 21 dias para cair procure um médico para se certificar de que está tudo bem com o bebê.

 Leia ainda: Conheça o teste da linguinha no bebê

O que fazer quando o cordão umbilical seca e cai?

Quando o “coto” seca e cai, um pequeno machucadinho fica no local do umbigo, que levará mais ou menos 10 dias para cicatrizar.

O machucado deve ser devidamente limpo para não infeccionar. O recomendado é utilizar cotonete e álcool (70%) para a higiene a cada troca de fralda. Se o local estiver bem sequinho é permitido cobri-lo, mas não utilize faixas para isso.

Atenção aos sinais

Os pais devem ficar atentos ao umbigo e também ao bebê. Se o umbigo tiver pus não quer dizer que há infecção. Sangramentos também podem acontecer. Observe se a região ao redor ficar vermelha demais ou inchada, nestes casos consulte um médico.

Outros sinais de que algo não está bem são febre, falta de vontade de mamar e desânimo excessivo.

E depois?

Depois que houver a cicatrização, pode ser que o umbigo do bebê fique alto, o que pode caracterizar uma hérnia umbilical. Não é preciso se preocupar, pois ela atinge cerca de 20% dos bebês. O pediatra deve fazer o acompanhamento até que o bebê complete 1 ano, e depois avaliar se é necessário fazer algum tratamento.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*