Grávida pode comer comida japonesa?


Escrito por:

Categoria: Alimentação

comida japonesa

As mulheres gravidas devem ter cuidado redobrado com a alimentação, que interfere diretamente no desenvolvimento do bebê. Sendo assim, muitos alimentos que parecem saudáveis e inofensivos podem, no entanto, fazer mal para mãe e filho.

Comida japonesa pode fazer mal para o bebê?

A comida japonesa, apesar de ser bastante saudável, deve ser ingerida com cautela por gestantes. Os pratos cozidos estão liberados, com exceção dos gordurosos, que devem ser moderados. Por outro lado, o consumo de peixe cru pode não fazer bem.

Enquanto alguns nutricionistas apontam a grande quantidade de nutrientes da culinária japonesa, outros lembram que prevenir nunca é demais. De acordo com a nutricionista Carla Alberici Pastore, da Universidade Federal de Pelotas (RS), os peixes crus podem sofrer deterioração ou apresentar contaminantes que podem ser perigosos para a saúde da gestante e da gestação.

 Leia ainda: Dicas para aliviar o calor durante a gestação

Cuidados fundamentais

Sendo assim, é fundamental que a mulher tome alguns cuidados antes de ingerir peixe cru, como observar a higiene do local e a forma de conservação do alimento.

Recomendações

Outras dicas para uma alimentação saudável são evitar frituras, carnes cruas, gema de ovo malcozida, café, álcool, adoçantes com aspartame, ciclamato e sacarose, chás mate e preto, refrigerantes à base de cola, sal e doces demais. A mulher não deve ainda ficar longos períodos sem comer, ingerindo pequenas porções de três em três horas. Mastigar bem os alimentos também é importante, já que parte da saciedade é adquirida quando os alimentos são bem mastigados, o que também facilita a digestão.

As mulheres gravidas ficam muito ansiosas, o que desencadeia vontade de comer. As gestantes devem abusar de alimentos saudáveis como frutas, verduras, legumes e cereais integrais. Os desejos, principalmente por doces, são muito comuns na gestação. Mas, as mulheres devem tomar cuidado para que estas vontades repentinas não resultem em muitos quilos a mais na balança. Tenha sempre na geladeira frutas ou doces a base de frutas para estas “emergências”.




Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>